Kathia Tamanaha|Estadão
Kathia Tamanaha|Estadão

Prova do Encceja acontece neste domingo para 1,5 mi de estudantes

Exame para adquirir certificados do ensino fundamental ou médio será aplicada em dois turnos, um começando às 9h e o outro às 15h30

O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2017 | 07h58

SÃO PAULO - A prova do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, o Encceja Nacional 2017, será aplicado neste domingo para mais de 1,5 milhão de estudantes no País. O exame é destinado para quem deseja ter o certificado de conclusão dos ensinos fundamental e médio. 

Os testes serão aplicados para 301.583 candidatos do ensino fundamental e 1.272.279 do ensino médio de 564 municípios em todos os estados. As provas serão aplicadas em dois turnos. No matutino, os portões serão abertos às 8h e fechados às 8h45, de acordo com o horário de Brasília. O exame terá início às 9h e encerrará às 13h.  Já a tarde, os portões abrirão às 14h e fecharão às 15h15, também conforme o horário de Brasília. As provas começarão às 15h30 e terminarão às 20h30. 

Para o local de prova é obrigatória a apresentação de um documento original com foto, como a carteira de identidade, passaporte ou a carteira nacional de habilitação. Já os itens proibidos são lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borracha, livros, manuais impressos, anotações, dispositivos eletrônicos como calculadoras, telefones celulares, tablets, chaves, fones de ouvido, óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou outros). 

+ Prova do Encceja é adiada para novembro

A participação no Encceja é voluntária e gratuita, destinada aos jovens e adultos residentes no Brasil e no exterior. Para obter a certificação do ensino fundamental, é preciso ter, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do exame. Já a certificação do ensino médio exige a idade mínima de 18 anos completos no dia de aplicação da prova, de acordo com o Ministério da Educação. 

Adiamento

A prova do Encceja Nacional 2017 havia sido prevista para o dia 22 de outubro, no entanto a mudança para este domingo foi uma decisão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O motivo da mudança, segundo o Instituto, foi o atraso na homologação da licitação para o exame, o que inviabilizou a distribuição dos participantes nos locais de prova dentro do cronograma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.