ProUni abre inscrições com 90 mil bolsas

Programa que oferece bolsas em instituições particulares de ensino superior recebe inscrições até dia 25 de junho

Com informações do site do MEC,

21 Junho 2013 | 12h56

Os interessados em um bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni) podem se inscrever até o próximo dia 25. O programa, que oferece bolsas em instituições particulares de ensino superior, abriu inscrições nesta sexta, dia 21.

Serão ofertadas 90.045 bolsas, sendo 55.693 integrais e 34.352 parciais. Os candidatos podem fazer a inscrição online e consultar número de vagas por instituição no siteprouni.mec.gov.br.

O processo terá duas chamadas. O resultado da primeira será divulgado no dia 28, pela internet. Desse dia, até 5 de julho, o estudante pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino para aferição das informações prestadas no momento da inscrição, providenciar a matrícula e, se for o caso, participar de seleção própria da instituição.

O resultado da segunda chamada está previsto para 13 de julho. O estudante terá de 15 a 19 de julho para comprovar as informações e providenciar a matrícula.

Caso pretenda integrar a lista de espera, o candidato terá de fazer a adesão, também online, de 26 a 29 de julho. A lista estará disponível no Sistema Informatizado do ProUni para consulta pelas instituições em 1º de agosto. No dia seguinte, será feita a primeira convocação. O candidato selecionado terá até o dia 7 do mesmo mês para a comprovação dos documentos e matrícula. Em 12 de agosto será feita a segunda convocação. O prazo para aferição dos documentos e matrícula vai até o dia 15.

Criado em 2005, o ProUni oferece bolsas de estudos em instituições particulares de educação superior a estudantes egressos do ensino médio da rede pública. Também são atendidos bolsistas integrais oriundos da rede particular. Os candidatos são selecionados pelas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Para fazer a inscrição, o estudante deve ter no mínimo 450 pontos na média das notas do Enem e nota na redação que não tenha sido zero. Para a bolsa integral, o candidato precisa comprovar renda bruta familiar, por pessoa de até 1,5 salário mínimo. Para a bolsa parcial, de até três salários mínimos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.