Pronatec está com inscrições abertas para 32 mil vagas

Podem se candidatar trabalhadores e estudantes que ainda estão no ensino médio

Assessoria de Imprensa do MEC,

15 Março 2013 | 21h42

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) está com inscrições abertas para formação em várias áreas. Há 32 mil vagas disponíveis em cursos gratuitos de escolas públicas federais e estaduais e das unidades de ensino do Senai, do Senac, do Senar e do Senat – na modalidade bolsa-formação. Podem se candidatar trabalhadores de todo o País e estudantes que terminaram ou ainda estão cursando o ensino médio.

 

Num primeiro momento terão prioridade às vagas os trabalhadores cadastrados no Sistema Nacional de Emprego ou nos centros de referência de assistência social. As inscrições tiveram início em 18 de fevereiro, mas não têm prazo para acabar. Podem ser feitas a qualquer momento no site do Pronatec: http://pronatec.mec.gov.br.

 

Se no momento de inscrição o candidato não encontrar a opção desejada, ele pode indicar até três cursos de seu interesse para ser avisado quando surgirem novas vagas. O Pronatec oferece dois tipos de cursos: o técnico, para quem está matriculado no ensino médio, com duração de um ano, e o curso de formação inicial e continuada ou qualificação profissional, com duração mínima de dois meses.

 

O secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Marco Antônio de Oliveira, explica que esses cursos gratuitos e de curta duração do Pronatec destinam-se a atender setores produtivos da economia brasileira que requerem qualificação mais elevada e uso de tecnologia. “Temos oferta de mais de 400 cursos de formação inicial e continuada e mais de 200 cursos técnicos, principalmente na área de tecnologia de informação e comunicação, autonomia industrial e no setor de serviços”, afirma.

 

A meta global do Pronatec para 2013 é a geração de mais de 2,3 milhões de vagas, boa parte na modalidade de bolsa-formação – vagas gratuitas para cursos de rápida duração em escolas públicas federais e estaduais e nas unidades de ensino do Senai, do Senac, do Senar e do Senat. Até o final deste ano deve-se chegar a 900 mil vagas ofertadas pelo bolsa-formação. “E a depender da procura o MEC tem condições de ampliar a meta”, avisa o secretário.

Mais conteúdo sobre:
Pronatec

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.