Programadores debatem projetos para divulgar dados educacionais

Maratona hacker organizada pelo Inep em parceria com a Fundação Lemann termina domingo

Estadão.edu, com Assessoria de Imprensa do Inep,

12 Abril 2013 | 22h11

Trinta pessoas participam do Hackaton Dados da Educação Básica, organizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) em parceria com a Fundação Lemann. O evento começou nesta sexta-feira, 12, e vai até domingo, 14. A maratona com programadores, desenvolvedores e inventores visa a desenvolver projetos que deem transparência a informações públicas, por meio de tecnologias digitais.

 

Os grupos de participantes foram selecionados entre 70 propostas inscritas. Eles apresentaram projetos para o desenvolvimento de softwares, portais, aplicativos de celular, gráficos interativos, programas de visualização de dados que utilizam como base informações e resultados de avaliações do Inep, como os microdados da Prova Brasil 2011. A intenção é que essas atividades disseminem informações educacionais, a fim de promover a mobilização da sociedade com foco na melhoria educacional do País.

 

As equipes foram escolhidas com base nos critérios de originalidade e impacto da ideia apresentada, considerada a relevância do trabalho para a realidade educacional brasileira.

 

É a primeira vez que o governo federal organiza um evento como este. Não há nenhum tipo de repasse financeiro por parte da União, diz o Inep.

 

Os vencedores do hackathon receberão bolsas oferecidas pela Fundação Lemann para a implementação dos projetos. O primeiro lugar receberá bolsa no valor de R$ 5 mil; o segundo lugar, R$ 3 mil; e o terceiro lugar, R$ 2 mil.

Mais conteúdo sobre:
Hackers Programação Avaliação MEC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.