Ailton Cruz/Agência Alagoas
Ailton Cruz/Agência Alagoas

Docentes e servidores de cursos do Pronatec anunciam greve

Funcionários de Alagoas e Piauí estão com salários atrasados há 3 meses; alunos também estão sem receber bolsas-auxílio, de R$ 160

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

18 Junho 2015 | 03h00

Com os salários atrasados há três meses, professores e servidores de cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) de Alagoas e Piauí anunciaram que vão iniciar uma greve nesta sexta-feira, 19. Os alunos dos cursos também estão há seis meses sem receber as bolsas-auxílio, de R$ 160, a que têm direito.

O valor dos salários e benefícios referentes ao Pronatec são repassados do Ministério da Educação (MEC) para que cada Estado efetue os pagamentos. Em nota, o Ministério da Educação (MEC) informou que não atrasou os repasses para nenhuma instituição federal. "A instituição federal tem autonomia administrativa e financeira", informou a nota. 

A Secretaria de Estado da Educação de Alagoas informou que registrou um "pequeno atraso" no cadastramento dos alunos e de alguns profissionais. No entanto, disse que está regularizando os pagamentos. Os valores referentes a março começaram a ser pagos nesta semana. E os pagamentos de abril devem ser feitos até o final deste mês. 

A secretaria não informou quando deve regularizar todos os pagamentos. 

Ninguém da Secretaria de Educação do Piauí foi localizado para comentar os atrasos de pagamento no Estado.  

Mais conteúdo sobre:
Pronatec

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.