Professores da Federal do Rio de Janeiro encerram greve

Aulas devem ser retomadas no dia 10 de setembro, calendário de reposição vai ser discutido na próxima semana

Agência Brasil,

31 Agosto 2012 | 19h28

Com ampla maioria de votos, os professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) decidiram nesta sexta-feira, 31, suspender o movimento de greve iniciado no dia 22 de maio. As aulas devem ser retomadas no dia 10 de setembro. O calendário de reposição vai ser discutido na próxima semana.

De acordo com a Associação de Docentes da UFRJ (ADUFRJ), apesar do fim da greve, a entidade segue a orientação do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), de não assinar o acordo proposto pelo governo. A entidade informa que a tática de mobilização agora é com o Congresso Nacional, para conseguir a reestruturação da carreira.

Já os professores da Universidade Federal Fluminense (UFF) mantiveram a greve. A continuidade do movimento foi aprovada quinta, 30, em assembleia, por 173 votos a 19. De acordo com a Associação de Docentes da UFF (Aduff), o governo federal interrompeu as negociações depois que a Federação de Sindicatos de Professores Federais de Ensino Superior (Proifes-Federação) assinou acordo com o governo, no dia 3 de agosto, aceitando o reajuste escalonado de março de 2013 a março de 2015.

Segundo a Aduff, os professores reivindicam a reestruturação do plano de carreira e melhores condições de trabalho, a realização de concurso para docentes e término das obras do Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). A entidade denuncia que, devido ao aumento do número de vagas, há caso de aulas ocorrendo em contêineres e porões.

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão informa que a negociação entre a pasta e os professores já acabou. De acordo com o Ministério da Educação, não há nova proposta para a reestruturação da carreira dos professores das universidades federais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.