Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Prêmio Tetra Pak de Jornalismo Ambiental anuncia vencedores

Premiação é realizada em conjunto com a Semana Estado de Jornalismo Ambiental; Vencedores terão reportagens publicadas no jornal e ganharão viagem

08 Agosto 2013 | 18h33

Os universitários Isadora Paula Stentzler Souza, da Unasp, e Caio Felipe Ferreira Carvalho, da Unitoledo, foram os vencedores do Prêmio Tetra Pak de Jornalismo, realizado em conjunto com a Semana Estado de Jornalismo Ambiental. O anúncio foi feito hoje, em São Paulo, pelos diretores do Estadão Ricardo Gandour (Conteúdo) e Roberto Gazzi (Desenvolvimento Editorial) e pela diretora de Comunicação da Tetra Pak, Elisa Prado. Os dois estudantes terão suas reportagens publicadas no jornal na edição de sexta-feira, dia 9, e receberão uma viagem para conhecer as reservas florestais da Suécia. 

Leia as reportagens finalistas e vencedoras:

Brasil será primeiro país a ter Copa do Mundo sustentável

Biodigestor produz energia para sítio do interior paulista

Em Santa Catarina, agroturismo ajuda a frear o êxodo rural

Rota Solidária combate desperdício de alimentos

Apicultura sustentável é opção rentável para produtor do Vale do Paraíba

Lixo: esse problema também é seu

Isadora, Caio e outros 200 estudantes assistiram em junho às palestras da Semana de Jornalismo Ambiental e ganharam o direito de concorrer ao prêmio, que teve como tema Boas Práticas de Sustentabilidade. Na primeira rodada, seis universitários foram escolhidos finalistas - e garantiram sua participação em uma viagem ao Paraná, onde terão oportunidade de conhecer as florestas e projetos ambientais. 

"Para nós do Estadão foi uma satisfação receber esses estudantes do País todo para debater vários aspectos do tema ambiental, que para nós sempre foi uma questão fundamental. O Grupo Estado foi pioneiro no debate dessas questões e até nas ações pela sustentabilidade", diz Roberto Gazzi. "A parceria com uma empresa como a Tetra Pak, que tem as mesmas preocupações, permitiu a realização da Semana e do Prêmio."

A decisão do vencedor foi tomada hoje, com uma rodada de entrevistas com os finalistas na sede do Estadão. Também participaram do processo Marina Lopes Mustafá Francisco (Mackenzie), Juliana de Souza Ferreira (UFSC), Camila Aguiar de Oliveira Lopes (UFCE) e Pierre Cruz dos Santos (Unitau).

“Fico muito feliz pelo prêmio e também pelo espaço dado pelo Estadão ao jornalismo ambiental”, disse Isadora, de 20 anos, aluna do 6º semestre da Universidade Adventista de São Paulo, de Engenheiro Coelho (SP). “Durante a semana de palestras, aprendi bastante, descobri várias pautas e vi que a discussão ambiental se mescla com assuntos como política e economia.” Em sua reportagem, Isadora mostrou o padrão de sustentabilidade do Estádio Mané Garrincha, de Brasília.

Aluno do 8º semestre da Unitoledo, Caio Carvalho, de 22 anos, escolheu falar sobre o uso de biodigestores em criações de gado. O universitário, que aos 12 resolveu ser jornalista e montou uma publicação em Lins, disse que o prêmio é um reconhecimento por seu trabalho. “Valeu a pena ter começado a lutar cedo por um jornalismo com ética”, afirma. “Nunca saí do País e tenho certeza que a viagem vai ser uma ótima experiência cultural.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.