JB Neto
JB Neto

'Prêmio coroa trabalho de equipe', diz Priscila Cruz, do Todos pela Educação

Diretora executiva do movimento ganhou o troféu Jovens Lideranças, promovido pelo 'Estado'

Estadão.edu,

04 Maio 2012 | 22h23

Um troféu pessoal, mas que coroa o trabalho de uma equipe. É assim que a diretora executiva do Movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz, avalia a vitória na categoria Educação do prêmio Jovens Lideranças, entregue ontem à noite no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

 

"Além de reconhecer o meu trabalho e o da equipe do Todos, aumenta nossa responsabilidade", diz Priscila. "O Todos é um movimento sem paralelo no País. A gente não é ONG, é movimento, produz relatórios, faz campanhas e pressiona o governo."

 

Para a diretora, ao estabelecer metas e bandeiras, o Todos pela Educação deu "clareza" às demandas da sociedade por uma educação de qualidade.

 

O prêmio Jovens Lideranças, promovido em parceria entre o Grupo Estado e a XYZLive, visa a reconhecer iniciativas na economia, cultura e esportes que contribuam para o desenvolvimento do País. Na categoria Educação também estavam indicados o neurocientista Sidarta Ribeiro e o professor de Stanford Paulo Blikstein.

 

"Sidarta e Paulo fazem trabalhos maravilhosos. Não esperava ganhar o prêmio", afirma Priscila. Ela recebeu o troféu das mãos de Wanda Engel, superintendente do Instituto Unibanco e uma das juradas.

 

Priscila tem 37 anos e é diretora executiva do Todos Pela Educação desde a criação do movimento, em 2005. À frente da entidade, ela busca colocar o desafio de melhorar a educação básica na agenda do dia. Priscila é formada em Administração pela FGV e em Direito pela faculdade do Largo de São Francisco, da USP. Fez cursos de liderança e negociação em Harvard e iniciou sua carreira no terceiro setor em 2001, quando coordenou, no Brasil, o Ano Internacional do Voluntário no Brasil, projeto da ONU. No ano seguinte, fundou o Instituto Faça Parte, cujo objetivo era estimular ações voluntárias em benefício da escola. Saiu da ONG para ajudar a criação do Todos Pela Educação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.