Pós-verdade e liberdade de expressão são temas de redação da Unicamp

Prova de português da segunda fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas também foi realizada neste domingo

Marcela Paes, O Estado de S. Paulo

14 Janeiro 2018 | 19h51

SÃO PAULO - Realizada neste domingo, 14, a prova de redação e português da segunda fase do vestibular na Unicamp foi considerada “exemplar” por professores.  Na redação, os vestibulandos tiveram que escolher entre os temas ‘pós-verdade’ e ‘liberdade de expressão’. 

“A prova pode até ter parecido mais fácil pela atualidade dos assuntos, mas o aluno não podia simplesmente reproduzir algo que ele leu no Facebook”, diz Celio Tazinato, coordenador pedagógico do curso preparatório Oficina do Estudante

Para o professor Laudemir Guedes, integrante do Objetivo, o vestibular privilegiou candidatos com  “postura crítica”. “Quem não levou em conta diversos pontos de vista sobre os temas, não foi bem. Textos radicais não são bem vistos, afirma. Na parte de gramática e interpretação, a banca também exigiu que o aluno “fugisse da decoreba”.

O teste foi a primeira etapa de outros dois dias de provas. Na segunda (15), os vestibulandos respondem a questões de geografia, história e matemática e, na terça (16), biologia, física e química.

A taxa de abstenção foi de 11,3%, número maior que o do ano passado.  Em 2017, cerca de 10% dos inscritos não apareceram. 

CALENDÁRIO DO VESTIBULAR DA UNICAMP

8/FEV - Divulgação do 1ª chamado (para matrícula não presencial)

9/FEV - Matrícula não presencial

15/FEV - Divulgação das notas da 2ª fase e divulgação da 2ª chamada para matrícula presencial

19/fev - Matrícula da 2ª chamada (presencial)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.