Polícia identifica mais duas agressoras de alunos de creche

Delegada responsável pelo caso ouvirá pais das crianças para confirmar identificação dos agressores

Chico Siqueira, da Agência Estado,

12 Fevereiro 2010 | 14h54

A Polícia de São José do Rio Preto, a 440 km de São Paulo, identificou mais duas professoras que teriam agredido as crianças da creche Caminho do Futuro. Agora são cinco as profissionais acusadas de maus-tratos contra os menores da instituição. Além delas, outras quatro professoras teriam sido coniventes com as agressões das colegas.   Veja também: Câmera flagra professoras agredindo crianças em creche    A direção da creche demitiu oito professoras e uma delas, por ser diretora do sindicato das professores, não pôde ser demitida, mas foi afastada das atividades.   Pais dos alunos se reuniram na noite desta quinta-feira, 11, com diretores da creche e assistiram pela primeira vez as cenas com as agressões, gravadas por câmeras instaladas na creche após as denúncias.   A delegada da Mulher, Dálice Ceron, recebeu o laudo comprovando as agressões e agora vai ouvir os pais das crianças para que identifiquem as agressoras. Depois disso, a delegada ouve as professoras acusadas, antes de remeter o inquérito para análise do Ministério Público.

Mais conteúdo sobre:
agressores creche Sao Jose do Rio Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.