Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Pela primeira vez, Exame de Ordem cobra Filosofia do Direito

1ª fase teve duas perguntas sobre a matéria entre as 80 questões; cursinho pede anulação de 3 testes

Estadão.edu,

28 Abril 2013 | 18h32

Cerca de 124 mil candidatos fizeram neste domingo, 28, a prova de primeira fase do 10.º Exame de Ordem Unificado. Eles tiveram de responder a 80 questões de múltipla escolha – duas delas sobre Filosofia do Direito, disciplina inédita na avaliação. Professores do cursinho LFG defendem a anulação de três testes. O gabarito preliminar deve ser divulgado às 22h.

 

Duas questões de Direito Penal são “tecnicamente lamentáveis”, afirma o professor Cristiano Rodrigues. Na versão azul da prova, o gabarito do teste 60 deve trazer como resposta “violência sexual mediante fraude”, quando o nome correto do crime é “violação sexual mediante fraude”. E na questão 62, segundo Rodrigues, o enunciado precisava dizer que o agente que cometeu prevaricação era um delegado.

 

Já o professor de Direito Administrativo Alexandre Mazza diz que o teste 32 (caderno azul), sobre licitações, não tem alternativa correta.

 

Em Filosofia do Direito havia uma questão de interpretação e outra sobre moral. “Uma era fácil e a outra, trabalhosa”, diz Alessandro Sanchez. “Devem estar esperando os alunos digerirem a inclusão da matéria na prova.”

 

O resultado preliminar sai no dia 8 de maio e a lista definitiva, após recursos, em 28 de maio. Para avançar à segunda etapa, é preciso acertar pelo menos 40 testes.

 

Na próxima fase, os participantes classificados deverão redigir uma peça processual e responder a quatro questões sob a forma de situações-problema. A prova discursiva está marcada para 16 de junho.

 

O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em Direito, desde que pendente apenas a sua colação de grau. Também podem se inscrever os estudantes do último ano ou do 9.º e 10.º semestres dos cursos de graduação em Direito. A aprovação no exame garante a inscrição como advogado nos quadros da OAB. Na última edição, apenas 10,3% dos candidatos que fizeram as provas passaram.

Mais conteúdo sobre:
Exame de Ordem OAB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.