Fábio Motta/AE
Fábio Motta/AE

No Rio, estudantes criticam ministro pelo vazamento do Enem

Estudantes protestam em Copacabana e acusam Fernando Haddad de 'desorganização' e 'incompetência'

Pedro Dantas, O Estado de S. Paulo,

02 Outubro 2009 | 11h57

Estudantes cariocas criticaram o ministro da Educação, Fernando Haddad, durante protesto em Copacabana na manhã desta sexta-feira, 2. Cerca de 400 estudantes, a maioria de cursos de escolas particulares, realizam um protesto contra o adiamento da prova do ENEM. A prova foi remarcada para a primeira quinzena de novembro após o Estado ter avisado ao Ministério da Educação que a prova tinha "vazado". Haddad foi criticado por "desorganização" e "incompetência". 

 

O grupo fecha meia pista da Avenida Atlântica, uma das principais vias de acesso à zona sul, e se dirigem ao palco montado na praia de Copacabana para acompanhar a escolha da cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2016. 

 

Veja também:

blog Blog da Renata Cafardo: Bastidores do vazamento do Enem

link Exame deve ser aplicado na 1ª quinzena de novembro

link MEC deve manter endereços das provas

link Professores recomendam estudar; tire suas dúvidas

link Na web, alunos lamentam e festejam cancelamento

link Enem fraudado é disponibilizado para simulados pelo MEC

video TV Estadão: Ministro da Educação fala sobre vazamento

 

As palavras de ordem dos manifestantes são direcionadas contra o ministro da Educação, Fernando Haddad, a quem os estudantes acusam de "desorganização" e "incompetência". "Haddad não executou o que estava planejado este ano. Queremos a aplicação da prova o mais rápido possível" declarou o estudante da Unidade Barra da Tijuca do Curso Miguel Couto, Rafael Martins, de 19 anos. Segundo os alunos, o protesto foi convocado pela internet.

Mais conteúdo sobre:
Enem adiamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.