Na Espanha, ministro defende redesenho do currículo do ensino médio

Mercadante pediu a membros de entidade ibero-americana o compartilhamento de experiências

Estadão.edu, com informações da Assessoria de Imprensa do MEC,

05 Setembro 2012 | 21h45

“Em que medida nossos jovens estão efetivamente preparados para o desafio econômico e global?”, questionou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, ao discursar nesta quarta-feira, 5, na 72.ª Reunião do Conselho Diretivo da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação e Cultura (OEI), na Espanha. Mercadante, que presidiu o encontro, defendeu o redesenho do currículo e das competências do ensino médio para adequá-la à nova realidade global.

 

“Precisamos compartilhar experiências para o aprendizado da matemática, das linguagens, das ciências humanas e da natureza e o ensino técnico profissionalizante”, afirmou Mercadante.

 

O ministro lembrou que, durante a última cúpula dos ministros dos países do Mercosul, foi aprovado um projeto de compartilhamento dos conteúdos digitais pedagógicos produzidos em todos os países membros, para que dessa forma possam fortalecer o aprendizado nas escolas públicas. “O desafio é compartilhar conhecimentos que fortaleçam o imenso desafio da inclusão digital nas escolas públicas e o uso da tecnologia da informação com fins pedagógicos”, disse o ministro, segundo notícia publicada no site do MEC.

 

Composto por ministros da Educação dos Estados membros da OEI, o Conselho Diretivo da OEI deve analisar e aprovar o relatório de atividades, a proposta orçamentária bianual para o biênio seguinte, assim como aprovar o relatório de execução orçamentária da organização dos dois anos anteriores.

 

Conferência

 

Mercadante também participou nesta quarta, no Palácio dos Congressos Castilla e Leon, em Salamanca, da abertura da 22.ª Conferência Ibero-americana de Ministros da Educação e do Congresso Ibero-americano das Línguas na Educação, que terá a presença dos príncipes da Espanha, de ministros de Estados, de educadores e de jovens estudantes. Na solenidade, o secretário geral da OEI, Álvaro Marchesi, apresentará os vencedores do Concurso Escola, Roteiro e Cinema, realizado em escolas públicas participantes do Programa Mais Educação.

 

Disputam o prêmio estudantes dos anos finais do ensino fundamental (6.º ao 9.º ano) que elaboraram roteiros em formato de curtas-metragens de duração máxima de três minutos sobre o tema O Lugar Onde Vivo. Os cinco roteiros vencedores foram produzidos pela TV Escola e serão exibidos no congresso. O concurso foi uma parceria da organização com a Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC.

Mais conteúdo sobre:
Ensino médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.