WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Morre o ex-reitor da Unesp Julio Cezar Durigan

Engenheiro agrônomo, que esteve à frente da universidade até janeiro deste ano, morreu vítima de um câncer

Rene Moreira, O Estado de S. Paulo

08 Setembro 2017 | 17h25

JABOTICABAL - O engenheiro agrônomo Julio Cezar Durigan, que foi reitor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de janeiro de 2013 a janeiro deste ano, morreu na madrugada desta sexta-feira, 8, em Jaboticabal. Aos 63 anos, ele morreu vítima de um câncer.

Durigan foi também vice-reitor no exercício da Reitoria da Unesp de janeiro de 2011 a janeiro de 2013, vice-reitor de janeiro 2009 a janeiro de 2011 e pró-reitor de Administração de janeiro de 2005 a janeiro de 2009. 

Nascido em Taiuva (SP), ele sempre estudou na rede pública de ensino e aos 17 anos de idade, já morando em Jaboticabal, ingressou na então Faculdade de Agronomia, que anos depois se transformaria em um dos institutos da Unesp, criada em 1976.

A universidade decretou luto oficial de três dias. Foi nela que ele também fez carreira. Ele se formou como engenheiro agrônomo em 1975. Concluiu o mestrado em Produção Vegetal em 1978, na Unesp, e o doutorado em Solos e Nutrição de Plantas, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (USP), em 1983. Desenvolveu pesquisa na área de ervas daninhas.

Seu corpo está sendo velado nesta tarde em Jaboticabal, onde também será cremado.

Durigan defendia que as universidades precisam mudar sua forma de ensinar. "As universidades brasileiras, definitivamente, precisam mudar a forma de ensinar seus alunos. Não podem continuar atuando da mesma forma, como há 40 ou 50 anos, para uma geração com características e aptidões totalmente diferentes", escreveu no blog "Tudo em debate", no portal do Estado, em artigo em agosto do ano passado. Em outro texto, ele alertou para o problema de financiamento nas universidades públicas.

Ele estava à frente da Unesp durante as comemorações dos 40 anos da universidade, comemorados no ano passado com a meta de ser a maior universidade do País.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.