Divulgação
Divulgação

MEC recua e diz que vai abrir novas vagas para o Fies até junho

Mendonça Filho assumiu compromisso de dar continuidade aos programas educativos iniciados ou fortalecidos em gestões petistas

Luísa Martins, O Estado de S.Paulo

23 Maio 2016 | 14h57

BRASÍLIA - O ministro da Educação, Mendonça Filho, informou que garantirá novas inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) a partir de junho - e não mais para o fim do ano, conforme previsão inicial revelada pelo Estado nesta segunda-feira, 23.

Mendonça afirma que encontrou o programa sem recursos, mas que conseguiu negociar com o Ministério do Planejamento orçamento para novas candidaturas. "Com a garantia de recursos, a equipe técnica do MEC (Ministério da Educação) está trabalhando para, até o final de junho, anunciar o processo das novas inscrições do Fies", disse o ministério, em nota.

O Estado apurou que o novo ministro assumiu compromisso de dar continuidade aos programas educativos iniciados ou fortalecidos na Era PT (Fies, Programa Universidade para Todos - ProUni - e Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - Pronatec), mas que novas vagas dependeriam exclusivamente de um balanço financeiro que, segundo interlocutores do MEC, não seria otimista para este ano. 

Mendonça confirmou, por exemplo, que o orçamento do Pronatec já está zerado para 2016. Porém, afirmou que o programa não será interrompido. "O MEC está buscando outra solução junto ao Sistema S, o que vai assegurar as novas vagas do Pronatec", disse a nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.