MEC autoriza mais 1.615 vagas em Medicina nas universidades federais

Vagas estão concentradas em regiões onde há carência de médicos

Estadão.edu,

08 Junho 2012 | 14h50

O Ministério da Educação publicou nesta sexta-feira, 8, uma portaria no Diário Oficial anunciando a criação de 1.615 novas vagas em cursos superiores de Medicina de universidades federais. Na última quarta, 6, o governo já havia anunciado a abertura de 800 vagas em nove cursos novos em faculdades particulares.

A ampliação faz parte dos planos em aumentar em 2.415 o número de vagas em cursos de Medicina até 2013. As vagas estão concentradas em regiões que o ministério julga haver carência de médicos, principalmente no Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Está previsto a contratação de 1.618 professores por meio de concurso e o investimento de R$ 399 milhões em infraestrutura.Segundo o MEC, a expansão é necessária porque o Brasil está abaixo da média mundial na quantidade de médicos. Essa relação, no Brasil, é de 1,8 médicos para cada mil habitantes. Em Portugal, esse patamar é de 3,9; na Alemanha, 3,6; na Argentina, 3,1; no Uruguai, 3,7. O governo prevê atingir a média de 2,5 em 2020.

Nesta semana, o Conselho Federal de Medicina (CFM) se manifestou, criticando a abertura das novas vagas. Segundo o órgão, não faltam médicos no Brasil e o programa pode colocar em risco a formação médica.

Confira abaixo a lista completa das instituições contempladas com novas vagas:

Universidade Federal do Acre (UFAC), câmpus Rio Branco: 40 vagas

Universidade Federal de Alagoas (UFAL), câmpus Maceió: 20 vagas

Universidade Federal de Alagoas (UFAL), câmpus Arapiraca: 60 vagas

Universidade Federal de Alfenas (Unifal), câmpus Alfenas: 60 vagas

Universidade Federal do Amapá (Unifap), câmpus Macapá: 30 vagas

Universidade Federal do Amazonas (UFAM), câmpus Manaus: 48 vagas

Universidade Federal do Amazonas (UFAM), câmpus Coari: 80 vagas

Universidade Federal da Bahia (UFBA), câmpus Barreiras: 80 vagas

Universidade Federal da Bahia (UFBA), câmpus Itabuna: 80 vagas

Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), câmpus Passo Fundo: 40 vagas

Universidade Federal de Goiás (UFG), câmpus Jataí: 60 vagas

Universidade Federal de Grande Dourados (UFGD), câmpus Dourados: 30 vagas

Universidade Federal do Maranhão (UFMA), câmpus São Luiz: 40 vagas

Universidade Federal do Maranhão (UFMA), câmpus Imperatriz: 80 vagas

Universidade Federal do Maranhão (UFMA), câmpus Pinheiro: 40 vagas

Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), câmpus Rondonópolis: 40 vagas

Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), câmpus Sinop: 60 vagas

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), câmpus Três Lagoas: 60 vagas

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), câmpus Campo Grande: 20 vagas

Universidade Federal do Pará (UFPA), câmpus Marabá: 60 vagas

Universidade Federal da Paraíba (UFPB), câmpus João Pessoa: 25 vagas

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), câmpus Caruaru: 80 vagas

Universidade Federal do Piauí (UFPI), câmpus Parnaíba: 80 vagas

Universidade Federal do Piauí (UFPI), câmpus Teresina: 40 vagas

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), câmpus Santo Antônio de Jesus: 60 vagas

Universidade Federal do Rio Grande do Norte, câmpus Caicó: 40 vagas

Universidade Federal de Roraima (UFRR), câmpus Boa Vista: 52 vagas

Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), câmpus São João del-Rei: 80 vagas

Universidade Federal de Sergipe (UFS), câmpus Lagarto: 10 vagas

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), câmpus Diamantina: 60 vagas

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), câmpus Teófilo Otoni: 60 vagas

Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), câmpus Paulo Afonso: 40 vagas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.