Licitação para reforma do prédio da FAU-USP será em janeiro

Garantia é do diretor da faculdade, Marcelo Andrade Romero

Mônica Pestana, Jornal da Tarde

19 Dezembro 2010 | 22h26

Qual a importância do prédio para a arquitetura brasileira?

 

Imagine, há 50 anos, o quanto Artigas estava adiante de seu tempo para projetar algo ousado assim. Ele é supervalorizado e elogiado por arquitetos do  Brasil e do mundo. As pessoas vêm de fora e ficam com o queixo caído diante da FAU.

 

O que já foi feito pela preservação do prédio?

 

Recuperamos todas as vigas da cobertura, as juntas de dilatação e os rufos do edifício. Há dois meses, começamos a reforma dos banheiros, que deve  terminar no primeiro semestre de 2011. Acabamos as reformas dos departamentos e da sala dos professores.

 

Qual é a próxima etapa?

 

É tratar a laje, mais especificamente, os vãos das lajes. O reitor anunciou a verba para a FAU. Em janeiro, teremos uma licitação para viabilizar o  começo das obras. A ideia é recuperar, ainda em 2011, toda a cobertura, a parte externa e a parte interna.

 

Como os alunos participam dos projetos para reforma?

 

Eles estão opinando no planejamento participativo do prédio. Então, dão opiniões no uso dos espaços. Tem o conselho curador, que é presidido por um  aluno e conta com a participação de alunos, professores e funcionários. Os estudantes têm uma participação muito grande e vão colaborar muito nesses próximos  quatro anos.

 

Veja também:

 

- Em ruínas, FAU recebe R$ 6 milhões para reforma

- Prédio traduz aspirações por mudança da época

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.