Inscrições para revalidação de diploma médico acabam manhã

Os médicos formados em faculdades de fora do País que já tiveram sua inscrição homologada precisam se cadastrar até as 23h59 de amanhã para participar do processo de revalidação do diploma. O formulário deve ser preenchido no site do Centro de Seleção e Promoção de Eventos (www.cespe.unb.br/concursos/revalidacao/inep2010 ).

11 Outubro 2010 | 11h32

O processo de revalidação, que avalia os conhecimentos, habilidades e competências requeridos para o exercício da medicina no Brasil, é formado por três testes, todos de caráter eliminatório. Há um exame objetivo, outro discursivo e uma prova prática de habilidades clínicas.

Os exames serão realizados em Brasília. A data provável da prova é 24 de outubro. O edital com os locais dos exames será divulgado no site da Cespe em 18 de outubro.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), há 500 médicos aptos a tentar a revalidação. Serão considerados aprovados nas provas escritas os participantes que alcançarem no mínimo 112 pontos. Apenas os que tiverem média igual ou superior a essa vão ser convocados para participar da prova prática, prevista para ocorrer nos dias 4 e 5 de dezembro.

O resultado final de cada candidato nas provas escritas e de habilidades clínicas será submetido ao Comitê Coordenador da Subcomissão Temática de Revalidação de Diplomas, para homologação. Em seguida, o resultado será comunicado às 25 universidades conveniadas.

Esse novo sistema para a revalidação dos diplomas começou a ser planejado por um grupo de trabalho interministerial criado em 2007, com a participação de representantes do Ministério da Educação, das Relações Exteriores e da Saúde. O grupo de trabalho ouviu universidades, associações médicas e associações de ex-alunos para discutir formas de aperfeiçoamento do sistema.

O projeto-piloto foi elaborado com base na matriz de correspondência curricular, que leva em consideração as diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em medicina para estabelecer parâmetros e critérios mínimos de aferição de equivalência curricular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.