Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Inovação e uso de tecnologias na educação serão temas de evento em SP

'Transformar' vai reunir especialistas do Brasil e do exterior; atividades terão transmissão pelo YouTube

Carlos Lordelo, do Estadão.edu,

02 Abril 2013 | 22h46

Se um médico do século 19 entrasse em uma sala de cirurgia de hoje, ele não reconheceria quase nada. Agora, imagine um professor daquela época visitando uma sala de aula padrão dos dias atuais. É certo que nosso viajante do tempo estaria familiarizado com a turma organizada por idade e série, colegas docentes explicando conteúdos a dezenas de alunos enfileirados e horários rígidos para cada disciplina.

 

Quem gosta de propor este exercício é Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann, para justificar a necessidade de repensar o modelo de escola predominante. “O mundo passou por mudanças, vivemos na sociedade da informação, mas a escola continua organizada da mesma forma.”

 

Isso não significa, porém, que as salas de aula estejam isoladas da criatividade humana. Há verdadeiras revoluções em curso agora mesmo, em escolas de todo o mundo, impulsionadas principalmente pelo uso mais intensivo das novas tecnologias de informação e comunicação (TICs).

 

Ideias inovadoras de especialistas do Brasil e do exterior para mudar o ensino e a aprendizagem serão apresentadas em São Paulo na quinta-feira, 4, em um evento organizado pela Fundação Lemann em parceria com o Inspirare e o Portal Porvir. O ‘Transformar 2013’ também vai discutir os resultados de experiências reais com essas novas maneiras de conectar alunos, professores e conteúdos.

 

O evento, de acesso restrito a convidados, será realizado no Hotel Maksoud Plaza. Mas os interessados poderão acompanhar todas as atividades pelo YouTube, ao vivo, a partir das 9h30.

 

A estrela do ‘Transformar’ é o indiano Anant Agarwal, presidente do edX, plataforma criada no ano passado por Harvard e MIT para oferecer cursos online de acesso gratuito para massas – MOOCs, na sigla em inglês. Cada universidade se comprometeu a investir US$ 30 milhões no projeto. Na palestra de encerramento do evento, Anant vai falar sobre como a tecnologia está reinventando o ensino superior.

 

Mas o foco do ‘Transformar’ será mesmo a educação básica. Pela manhã, o evento vai apresentar e debater projetos que estão sendo testados em escolas públicas americanas. Todo o conteúdo na Quest to Learn, por exemplo, ligada à rede municipal de Nova York, é ensinado por meio de jogos. Já a rede de escolas charter High Tech High, na Califórnia, aposta na aprendizagem baseada em projetos. O uso de plataformas adaptativas, que entregam conteúdos sob medida para cada estudante, também será discutido.

 

À tarde, serão três atividades paralelas. Em uma delas, um representante do Departamento de Educação de Nova York vai falar de inovação em redes de ensino. Ao lado dele estará Claudia Costin, secretária municipal de Educação do Rio.

 

Em outro ambiente do hotel, o tema em debate será o papel e a formação do docente diante dessa nova lógica da relação ensino-aprendizagem.

 

Ainda haverá espaço para empreendedores, investidores e especialistas discutirem a criação de startups com foco em educação. Afinal, a transformação passa antes pela criação.

 

Mais informações no site do evento: http://transformareducacao.org.br.

Mais conteúdo sobre:
Educação Tecnologia Inovação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.