Clayton de Souza/AE-14/5/2010
Clayton de Souza/AE-14/5/2010

'Harvard é um estado de espírito'

Leia depoimento do reitor da USP, João Grandino Rodas, sobre a experiência de estudar na universidade americana

Estadão.edu

29 Março 2011 | 00h09

“Em razão das graduações obtidas na USP, tive a oportunidade de estudar por mais de cinco anos no exterior e obter graus acadêmicos em renomados centros da Europa e dos Estados Unidos. A despeito da excelência desses locais, minha estada na Universidade de Harvard, cursando as matérias que me deram o título de mestre em Direito, em 1978, foi a experiência mais intensa e sobremodo enriquecedora.

 

O câmpus de Harvard possui infraestrutura ímpar, mormente no que se refere ao acervo bibliográfico; congrega professores e alunos selecionados dentre os melhores, que, diariamente, interagem com visitantes ilustres de todos os saberes e de todas as partes do mundo.

 

Todos os professores, alunos e funcionários de Harvard estão cônscios dos pressupostos para o ingresso e para a permanência na comunidade harvardiana: dedicação integral, busca incessante do saber e da excelência; ética nos estudos e na pesquisa; compromisso com a interdisciplinaridade e com o ecumenismo.

 

Harvard, além de ser uma universidade, é um modo de ser, um estado de espírito, que segue seus antigos alunos por toda a vida! Tal explica a colocação da Harvard nos rankings, bem como o fato de ter se tornado marca universal de valor inestimável.”

 

Leia também:

 

- Harvard, o sonho possível

Mais conteúdo sobre:
Harvard USP João Grandino Rodas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.