1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Universidade de São Paulo completa 80 anos

Grevistas e crianças fazem ato na USP por negociação com reitor

O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 16h 43

Grupo é afetado pelo fechamento da creche no câmpus; manifestantes cobraram reajuste para professores e funcionários

SÃO PAULO - Grevistas e crianças fizeram um ato nesta quinta-feira, 28, no câmpus Butantã da Universidade de São Paulo (USP), zona oeste da capital, para pedir negociação da reitoria com os manifestantes. O grupo protestou contra os prejuízos causados pelo fechamento da creche da universidade, que não funciona há três meses, quando começou a paralisação.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), cerca de 400 pessoas participaram da marcha nesta manhã. A universidade não tem informações sobre o número de manifestantes. O grupo caminhou desde a creche, próxima a uma das entradas do câmpus, até o prédio da reitoria.

No local, o grupo fez um piquenique e deixou uma carta aberta ao reitor Marco Antonio Zago, pedindo o reajuste salarial de professores e funcionários. A creche da USP atende aos filhos de docentes, servidores e alunos da instituição.

A universidade afirma que não pode conceder aumento porque gasta cerca de 105% das receitas com a folha de pagamento. Já as entidades sindicais pedem aumento de 9,78% nos salários das categorias. O Tribunal Regional do Trabalho da 2.ª Região deve decidir sobre a greve na próxima semana.

Universidade de São Paulo completa 80 anos