Fuvest registra 8,96% de abstenção no segundo dia da 2ª fase

Nesta 2ª-feira os candidatos fizeram 16 questões discursivas; 'Estadão.edu' terá correção às 19h

Estadão.edu,

07 Janeiro 2013 | 18h02

O índice de abstenção no segundo dia da 2.ª fase do vestibular da Fuvest foi de 8,96%, um pouco acima do registrado ontem (8,5%), quando começou a etapa discursiva do processo seletivo.

 

Dos 31.182 alunos convocados, 2.793 faltaram ao exame na tarde desta segunda-feira, 7. A prova tinha 16 questões discursivas sobre as matérias do ensino médio - algumas eram interdisciplinares.

 

O Estadão.edu terá correção ao vivo da prova no endereço www.estadao.com.br/aovivo. Professores do Cursinho da Poli analisarão as questões no estúdio da TV Estadão. A transmissão começa às 19h. Durante a exibição dos comentários, os leitores poderão enviar perguntas pelo Facebook (www.facebook.com/estadao.edu) ou pelo Twitter (@EstadaoEdu), acompanhadas da hashtag #EduFuvest.

 

O livro Til, de José de Alencar, e o poema Os Lusíadas, de Luís de Camões, foram abordados em questões interdisciplinares. A banca não utilizou Til para perguntar sobre literatura, mas a respeito da expansão para o oeste paulista e características geográficas da região, como vegetação e biomas.

 

Em outra questão, que trazia um trecho de Os Lusíadas, a Fuvest pediu características da literatura da época em que o poema foi escrito. Também cobrou uma análise do contexto histórico de Portugal quando a obra foi publicada, no século 16.

 

A interdisciplinaridade também marcou uma questão sobre poluentes.

 

Em biologia, os candidatos foram questionados sobre espécies exóticas e, em história, sobre guerras napoleônicas e sua influência nos continentes americano e europeu.

 

Já em geografia havia uma questão sobre usinas hidrelétricas e eólicas e sua localização no território nacional. A prova trouxe ainda duas questões de inglês: uma baseada em um poema e outro em um texto sobre segurança na internet. Também havia questões de física, química e matemática.

 

 

O exame selecionará 10.982 alunos para a USP e 100 para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Foram chamados para a segunda fase 28.943 candidatos, além de 2.239 treineiros.

 

Ontem os candidatos tiveram de resolver 10 questões dissertativas de português e fazer uma redação, cujo tema foi consumismo. O índice de abstenção do primeiro dia de provas foi de 8,5%.

 

Amanhã a prova será composta de 12 questões de duas ou três disciplinas, que variam de acordo com a carreira escolhida pelo candidato.

 

Em todos os dias os portões são abertos às 12h30 e fechados às 13h. Todas as provas têm 4 horas de duração e o candidato só pode se retirar do local de exame a partir das 15h. Os vestibulandos estão distribuídos em 43 locais, sendo 21 deles na região metropolitana de São Paulo e 22 no interior do Estado.

 

Já as provas de habilidades específicas foram elaboradas pelas próprias faculdades e serão aplicadas entre os dias 9 e 11 de janeiro para as carreiras de Artes Cênicas, Música, Curso Superior do Audiovisual, Design e Arquitetura.

 

A primeira chamada de aprovados no vestibular será divulgada no dia 2 de fevereiro.

Mais conteúdo sobre:
Fuvest Vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.