Faperj altera pagamento de bolsas para pós-graduandos

Com cortes orçamentários, fundação informou que vai adiar para o dia 20 o pagamento de bolsa auxílio para 4.350 estudantes

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

19 Junho 2015 | 16h53

Com o orçamento reduzido, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) alterou a data de pagamento das bolsas de 4.350 alunos de pós-graduação. Até maio, eles recebiam até o dia 10, mas neste mês foi anunciado que o pagamento passará a ocorrer no dia 20.

Em nota, a Faperj informou que o governo estadual está fazendo adequações orçamentárias que alteraram a liberação de repasses pela Secretaria de Estado da Fazenda – responsável pelos repasses à fundação. Segundo a Faperj, as bolsas de pós-graduação têm um custo total de R$ 7,6 milhões.

Gabrielle Paulanti, diretora da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), disse que a mudança demonstra a falta de respeito do governo do Rio de Janeiro com os estudantes. “Os estudantes só foram informados da mudança dois dias depois do atraso. Eles foram pegos de surpresa, não puderam se planejar para pagar as contas”, disse.

Os bolsistas da Faperj assinam um contrato em que se comprometem a não ter vínculo empregatício, caso contrário perdem a bolsa. “Se eles não podem trabalhar, então as bolsas são o único salário desses estudantes.”

Jorge Ferreira de Lima Filho, de 30 anos, faz doutorado em Geografia na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e recebe R$ 2.300 de bolsa pela Faperj. Nesse mês, ele ficou com todas as contas atrasadas por causa da alteração no pagamento. “Eu sou de Alagoas, vim para o Rio para estudar e o custo de vida aqui é muito alto. Não sobra dinheiro no fim do mês para guardar. Não tinha nenhuma reserva para pagar as contas em dia”, disse.

Ele afirmou que vai tentar negociar as dívidas, mas já espera ter que pagar juros de algumas contas. “É um desrespeito com os pesquisadores, o prejuízo é todo nosso.”

Os bolsistas da Faperj estão se organizando para fazer manifestações contra a mudança da data do pagamento e disseram que entraram com uma ação judicial. 

Mais conteúdo sobre:
Faperj educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.