Assine o Estadão
assine

Educação

Exame Nacional do Ensino Médio

Excesso de busca por resultado do Enem faz site do Inep ter lentidão

Responsável pelo exame, Inep informou que notas serão divulgadas até as 23h59 desta sexta-feira, 8; candidatos reclamam de falhas

0

O Estado de S. Paulo

08 Janeiro 2016 | 16h26

Prometida para esta sexta-feira, 8, a divulgação dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) provocou lentidão e dificuldade de acesso ao site do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As notas ainda não foram publicadas, mas o excesso de candidatos que acessam o site para a consulta já fez que o endereço saísse do ar.  O horário de divulgação não foi informado pelo Inep, que disse apenas que as notas serão publicadas até as 23h59 desta sexta-feira. 

De acordo com a assessoria de imprensa do Inep, a lentidão foi detectada e ocorre devido ao grande número de usuários que tentam acessar o site. O Inep recomenou aos candidatos que atualizem o navegador e limpem o cache para facilitar o acesso. Nas redes sociais, diversos candidatos reclamam da demora para a divulgação dos resultados e os problemas no site. 

Com a nota do exame, uma das opções é tentar vagas em instituições públicas de ensino superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições em universidades pelo Sisu começam na segunda-feira, 11, com 228 mil vagas em 131 instituições. O candidato pode consultar as cadeiras disponíveis pelo site

O estudante de baixa renda também pode tentar uma vaga na educação superior por meio do programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos em instituições particulares de educação superior. O resultado do exame ainda é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e participar do programa Ciência sem Fronteiras.

Outra opção é ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado ainda como certificação do ensino médio.

 

 

Comentários