Estudantes mantêm ocupações em Sorocaba e recebem visitas de familiares nas escolas

Desocupação de escolas deve começar nesta segunda-feira, após recuo do governador Geraldo Alckmin de plano de reorganização do ensino que fecharia 93 unidades no Estado

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

06 Dezembro 2015 | 21h54

SOROCABA – Estudantes decidiram manter a ocupação da Diretoria Regional de Ensino, em Sorocaba, no interior paulista, pelo menos até esta segunda-feira, 7. Neste domingo, 6, foi dia de visitas na unidade ocupada. Mães de alunos acampados, algumas com crianças de colo, foram até o local levando sacolas com alimentos. 

Meninos e meninas com idades entre 6 e 10 anos corriam pelo pátio do prédio ocupado, na região central da cidade. Um dos ocupantes, Pedro Evaristo, disse que eles não têm pressa em voltar para casa. “O governador (Geraldo Alckmin) não teve pressa de negociar, agora pode esperar mais um pouco”, disse.

Além do prédio da diretoria de ensino, pelo menos quatro escolas continuavam ocupadas pelos alunos neste domingo em Sorocaba. Na E.E. Senador Vergueiro, estudantes disseram que a desocupação deve acontecer entre segunda e terça-feira. 

No sábado, 5, após a publicação no Diário Oficial de um novo decreto de Alckmin revogando o plano de reorganização escolar, estudantes realizaram um ato de "desocupação simbólica" das escolas. Alguns líderes, porém, decidiram manter os prédios ocupados durante o final de semana para evitar que sejam responsabilizados por eventual depredação das escolas vazias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.