Reprodução
Reprodução

'Estado' fecha parceria com plataforma 'Socorro, meu filho não Estuda!'

Publicações semanais terão dicas de estudo, organização e concentração para alunos e pais

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

03 Fevereiro 2017 | 22h46

O Estadão iniciou nesta sexta-feira, 3, uma parceria com a plataforma 'Socorro, meu filho não Estuda!', das pedagogas Roberta e Taís Bento. Elas dão dicas práticas para pais e estudantes com base na neurociência cognitiva para lidar com os estudos de forma positiva. 

Roberta e Taís são mãe e filha e começaram o projeto há cerca de dois anos e meio para que pudessem traduzir em ações práticas conclusões de estudos científicos de pedagogia e neurociência. "Muitas pesquisas trazem informações incríveis sobre como podemos nos organizar melhor para aprender, mas elas ficam muito restritas ao campo acadêmico. Então, nós juntamos essas informações com o nosso conhecimento em educação para transformar em dicas práticas para os pais", disse Roberta. 

Além do site, o projeto também conta com um canal no Youtube, Snapchat Instagram e Facebook, além de palestras em escolas. Na parceria com o Estadão, serão duas ou três publicações por semana com dicas de estudo, organização e concentração para os estudantes e pais.

"Muitos pais nos procuram para pedir socorro por não saber como incentivar os filhos a estudar. O que eles mais relatam é que os filhos têm preguiça de estudar ou que não conseguem se concentrar", disse Taís. 

Segundo ela, o ritmo de vida e por estarem sempre conectados à internet, as crianças e jovens têm mais dificuldade para desenvolver naturalmente habilidades, como paciência, foco e concentração. "Que são essenciais para que o aprendizado aconteça em sala de aula e em casa", afirmou. 

Por isso, elas trazem dicas sobre o que os pais podem fazer para estimular os filhos a aprender e a enxergar o estudo de forma prazerosa. "É essa a nossa missão: mostrar que família e escola podem juntas ajudar os alunos a ter mais responsabilidade e prazer em estudar". 

Mais conteúdo sobre:
Estadão Socorro Roberta Taís Youtube Facebook

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.