Escolas públicas podem aderir ao Mais Educação até 31 de março

Com o programa, alunos do ensino fundamental passam a ter 7 horas diárias de atividades

Agência Brasil,

12 Março 2013 | 15h40

As 34 mil escolas públicas pré-selecionadas para participar este ano do Mais Educação poderão aderir ao programa até 31 de março. Assim, os estudantes do 1.º ao 9.º ano vão participar de atividades orientadas no turno oposto ao matriculado, além de reforço escolar. A meta do Ministério da Educação (MEC) é que a ampliação da jornada diária escolar para sete horas seja uma realidade em 45 mil escolas do País até o fim do ano.

 

As atividades oferecidas são voltadas para: meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica.

 

As instituições foram escolhidas por terem a maioria dos alunos atendida pelo Programa Bolsa-Família, do governo federal, bem como unidades com Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) maior que 3,5 pontos e menor que 4,6 nos anos iniciais e entre 3,9 e 4,6 pontos nos anos finais do ensino fundamental. Também foram contempladas para adesão todas as escolas com menos de 3,5 pontos no Ideb.

 

As prefeituras das cidades que sediam as escolas foram informadas por meio de carta, no ano passado, sobre a possibilidade de adesão ao programa. A pactuação com o MEC relativa ao repasse de recursos depende da aprovação dos projetos das escolas pelos municípios.

 

A adesão deve ser feita diretamente pelo gestor da unidade no site http://simec.mec.gov.br. No endereço eletrônico também é possível consultar a lista de escolas pré-selecionadas.

Mais conteúdo sobre:
Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.