Em ranking mundial, USP é uma das 150 melhores

Instituição chinesa selecionou, ainda, mais seis universidades brasileiras entre as 500 mais produtivas do mundo

O Estado de S. Paulo

15 Agosto 2014 | 20h40

Seis universidades brasileiras figuram entre as 500 melhores do mundo em um ranking que avalia instituições de ensino e pesquisa pelo mundo, o Academic Ranking of World Universities (ARWU). A universidade brasileira mais bem colocada na listagem é a Universidade de São Paulo (USP), que subiu duas posições em relação à edição passada e, em 2014, ficou em 144º lugar. A USP é a única instituição da América Latina entre as 150 melhores.

Elaborado desde 2003 pela Shanghai Jiao Tong University, da China, o ARWU é considerado um dos levantamentos precursores na avaliação de instituições de ensino superior e pesquisa do mundo. Ele avalia cerca de 1,2 mil instituições por ano, classificando as 500 melhores e publicando o ranking (clique aqui para conhecer as 500 instituições).

Entre os dez primeiros lugares no ranking, oito são ocupados por instituições norte-americanas. A primeira posição ficou novamente com a Universidade de Harvard, seguida por Stanford e pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). A lista das Top 500 de 2014 contou com 25 novas instituições, que não apareciam no levantamento do ano anterior. Nove universidades apareceram pela primeira vez no ranking chinês.

Outras universidades que figuram entre as 500 melhores do mundo, segundo o ranking chinês, são a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na 317.ª posição, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 318.º lugar; a Universidade Estadual Paulista (Unesp), 362.º; a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 365.º, e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 421.º.

O ranqueamento ainda destaca as 200 melhores universidades em áreas específicas do conhecimento. A USP novamente lidera entre as brasileiras. Só na área de Ciência da Computação é que a Unicamp supera a USP, aparecendo em 130.º. A Unicamp também aparece entre as 200 melhores escolas de Engenharia e de Matemática.

Avaliação. São utilizados seis indicadores para classificar as universidades, incluindo o número de ex-alunos e docentes ganhadores de Prêmios Nobel ou Medalha Fields (o Nobel da Matemática), número dos pesquisadores mais citados, número de artigos publicados nas revistas Nature e Science, número de artigos indexados em uma base de dados de publicações científicas e a performance de pesquisa per capita relativa ao tamanho da instituição.

Mais conteúdo sobre:
USP ranking de universidades

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.