Em ato simbólico, Mackenzie vai substituir muro de prédio por vidro

No lugar do muro, que fica na rua Itambé, será instalada uma estrutura de vidro, como "símbolo de transparência" e "ampliação da abertura" da instituição à comunidade.

O Estado de S. Paulo

14 Outubro 2014 | 11h45

 Em um ato simbólico, professores, alunos e funcionários do Instituto Presbiteriano Mackenzie vão derrubar derrubar parte de um muro do prédio da universidade, localizada no bairro Higienópolis, região central de São Paulo. No lugar do muro, que fica na rua Itambé, será instalada uma estrutura de vidro, como "símbolo de transparência" e "ampliação da abertura" da instituição à comunidade. 

A ação ocorrerá neste sábado, 18, às 9h30, dia em que a instituição completa 144 anos. Todos os participantes terão uma marreta para participar do ato. De acordo com a assessoria de comunicação, foram convidados cerca de 75 mil alunos, além de uma lista de ex-mackenzistas "notáveis" - há uma lista com 250 COs de empresas que já passaram pela universidade. 

Os pedaços que sobrarem serão utilizados para a criação de uma escultura a ser exposta no câmpus. A ideia do gesto é mostrar, de acordo com a instituição, é mostrar "integração da academia com a sociedade".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.