Donos de startup ou plano de negócios na área de educação podem participar de concurso

Inscrições terminam neste domingo, 24, à meia-noite; selecionados vão receber um treinamento prévio para participar de um pitch

Estadão.edu,

20 Março 2013 | 11h14

Donos de startup ou plano de negócios na área de educação poderão apresentar seus projetos no Transformar, evento que vai reunir especialistas do Brasil e do mundo para debater métodos inovadores de ensino, em São Paulo, no dia 4 de abril.

Os candidatos selecionados vão receber um treinamento prévio para participar de um pitch - uma breve rodada de apresentação da startup (ou da ideia). Do outro lado da mesa estarão investidores e especialistas em educação, que vão dar dicas sobre como aumentar o potencial do negócio e gerar mais impacto social.

As inscrições no concurso terminam neste domingo, 24, à meia-noite. Para se candidatar, basta preencher o formulário disponível no site http://transformareducacao.org.br/pitch e anexar um link do YouTube com um vídeo de apresentação de até dois minutos. O vídeo deve incluir um breve perfil do produto ou serviço, explicar que desafio da área de educação ele busca solucionar, descrever o modelo de negócio, o que ele tem de inovador, a sua capacidade de gerar impacto e de ser escalado.

Os nomes dos participantes escolhidos serão divulgados no dia 25 de março, por meio do site do evento, redes sociais e e-mail. A organização lembra que não pagará despesas de deslocamento e alimentação.

“A ideia do concurso é identificar iniciativas de empreendedores na educação e estimular o desenvolvimento de um mercado com novas possibilidades para a escola que precisamos criar”, diz Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann - promotora do Transformar em parceria com o Instituto Inspirare e o Portal Porvir.

Os participantes selecionados terão acesso a um estudo de oportunidades para atuação de empreendedores na área da educação, realizado pela Prospectiva em parceria com o Inspirare e a Potencia Ventures.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.