Diretor do Museu Afro Brasil indica seus três livros prediletos

Emanoel Araujo conta que obras não faltam em sua estante na seção 'Minha Biblioteca' do caderno Estadão.edu

Estadão.edu, O Estado de S. Paulo

24 Junho 2014 | 03h00

1. Meu primeiro golpe de Estado, de John Dramani Mahama

As memórias do atual presidente ganense é um relato da experiência socialista pela qual passaram países africanos após a independência. Mahama descreve histórias de golpes militares, guerras civis e retomada democrática.

2. Francisco Félix de Souza, Mercador de Escravos, de Alberto da Costa e Silva

Traça a biografia do protagonista de um dos episódios mais extraordinários da história africana e brasileira, o famoso Chachá de Souza, e sua epopeia no Benin, onde se tornou poderoso traficante de escravos para o Brasil. 

3. Barganhando Sobrevivências, de Elaine Ribeiro

Foca a perspectiva dos trabalhadores da expedição do militar português Henrique Augusto Dias de Carvalho a Mussumba, atual Angola, revelando ângulos inéditos das relações entre europeus e africanos, no período colonial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.