TV Estadão | 04.06.2015
TV Estadão | 04.06.2015

Particulares têm nota 14% maior do que as públicas no Enem

Se forem considerados apenas os colégios com estudantes mais pobres, a diferença entre as redes cai para 5%

Paulo Saldaña e Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

05 Agosto 2015 | 11h30

Atualizada às 00h28

SÃO PAULO - Na média geral, a nota das escolas particulares no Enem do ano passado é 14% maior do que a da rede pública. Se forem considerados apenas os colégios com estudantes mais pobres (níveis socioeconômicos baixo e muito baixo, de acordo com os parâmetros do Inep), a diferença entre as redes cai para 5%.

O recorte reforça que a classe social do aluno é fator preponderante no sucesso escolar. Pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) já mostrou que a renda familiar, a escolaridade dos pais e outros fatores socioeconômicos explicam 80% da nota da escola no Enem. Somente os outros 20% podem ser creditados ao mérito da escola.

Segundo os resultados por escola no Enem 2014, a diferença de notas entre as redes pública e privada nas provas objetivas é de 66,99 pontos. Esse valor é cinco vezes maior do que a diferença de notas entre a rede pública e privada (de 13,42 pontos), se forem comparadas somente as escolas com alunos mais pobres. 

A reportagem calculou a média por escola nas quatro provas objetivas do exame - Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas (não inclui a nota da redação). 

O Inep considera sete níveis socioeconômicos, que variam de muito baixo para muito alto. Esses indicadores levam em conta a renda indireta, posse de bens materiais e a escolaridade dos pais dos candidatos.

Mais conteúdo sobre:
Enem Inep Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.