Felipe Orosco
Felipe Orosco

Depoimento: ‘Vou me preparar mesmo antes de ser promovido’

Felipe Orosco, que estuda MBA em Gestão Estratégica de Negócios na Fiap

O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2017 | 05h00

“Atualmente sou analista de Marketing pleno e já atuo no segmento faz nove anos. Eu já tinha a graduação e vinha estudando línguas como o inglês e o espanhol, mas sentia a necessidade de transformar minha carreira em algo mais generalista. Como estava sentindo falta de uma bagagem, escolhi o MBA em Gestão Estratégica de Negócios.

Minha rotina acaba sendo bastante cansativa, mas vale a pena porque saio da minha zona de conforto. E sair da zona de conforto, para mim, é fundamental. No meu caso, sendo formado em Publicidade e Propaganda, eu nunca tive um foco tão específico em gestão de pessoas. Esse tipo de coisa me atraiu para o curso, pois está diretamente ligado ao meu objetivo a médio prazo. Outros temas que consigo trabalhar diariamente são relevantes para o momento atual, como inovação, tecnologia e outras áreas relacionadas a essa revolução pela qual estamos passando.

Diria também que um ganho é a possibilidade de trabalhar e conhecer pessoas de áreas totalmente diferentes da minha. Na minha sala existem pessoas que trabalham com mercado financeiro, meios de pagamento.

Acho que fundamental para aproveitar tudo isso é já ter uma certa maturidade. Se eu tivesse emendado o MBA com a faculdade, lá pelos meus 21, 22 anos, eu não estaria aproveitando como estou hoje.

Quem quiser trilhar esse caminho e aproveitar, a dica que eu deixo é planejamento. Não apenas financeiro, mas de saber aonde se quer chegar. O curso consegue me colocar em uma rota avançada no ambiente corporativo. Começa a me dar base, até mesmo para eu realizar um sonho futuro que é entre oito a dez anos empreender. E fazer isso com conhecimento, sem ser um aventureiro. 

Hoje, então, eu já estou me preparando para no futuro assumir um cargo de gestão onde eu estiver. Meu objetivo é ser lembrado quando surgirem as próximas oportunidades. A minha linha de raciocínio é me preparar para subir, e não, quando subir, me preparar.” 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.