Cronologia: problemas do Enem desde 2009

25 de março de 2009

19 Dezembro 2013 | 22h34

Novo Enem

O ministro Fernando Haddad propõe que o Enem, até então uma ferramenta de avaliação, substitua o vestibular das federais.

1º de outubro de 2009

Cancelamento do exame

O MEC cancela o Enem, dois dias antes de sua aplicação, após o ‘Estado’ denunciar vazamento. O jornal havia sido procurado por um homem que dizia ter as provas e queria vendê-las por R$ 500 mil. O Estado contatou o ministro Fernando Haddad.

8 de novembro de 2010

Justiça suspende Enem

A juíza da 7.ª Vara Federal do Ceará suspende o exame. Descobre-se que o tema da redação havia vazado em Pernambuco. MEC recorre e consegue revalidar exame.

1º de agosto de 2011

Contrato mais caro

O contrato do Inep para aplicação do Enem quase triplicou para 2011: o valor subiu de R$128,5 milhões para R$ 372,5 milhões (190%).

26 de outubro de 2011

Questões adiantadas

É descoberto que um professor de Fortaleza antecipou a seus alunos 14 questões do exame, que foram anuladas.

2013

Mais briga na Justiça

Alvo de 1.567 processos na Justiça desde 2009, a edição deste ano foi aplicada já com 12 queixas judiciais contrárias. Entre os pedidos, a consulta ao espelho de redação é recorrente.

Mais conteúdo sobre:
Enem Vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.