Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

.Edu

Educação » Conheça alternativas de crédito estudantil que vão além do Fies

.Edu

Educação

fies

Conheça alternativas de crédito estudantil que vão além do Fies

Financiamentos privados são opções para pagar graduação para quem não se encaixa nas novas regras do programa federal

0

Guilherme Soares Dias e Manuel Cunha Pinto, especiais para o Estado ,
Estadão.edu

24 Fevereiro 2015 | 03h00

As mudanças nas regras do Financiamento Estudantil (Fies), programa do governo federal que atende 1,9 milhão de estudantes, provocaram, nas últimas semanas, alvoroço nas universidades. A procura por formas alternativas de financiamento aumentou e várias instituições passaram a subsidiar os juros das novas opções. Como alternativa, o pagamento da mensalidade escolar pode ser feito tanto por programas como o Pravaler, privado, como por financiamentos bancários ou até com a prestação de serviços, como na Bolsa Universidade, oferecida pelo governo paulista. 

A Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) estima que as mudanças no Fies possam reduzir em até 20% o número de alunos beneficiados nas instituições de ensino privado. A Proteste (associação de defesa de consumidores) indica, então, alternativas para os alunos que estão em busca de crédito educativo. 

Privado. Entre os bancos, o Itaú oferece crédito para alunos de universidades associadas e financia as 12 mensalidades do ano em até 24 meses. “Como, porém, se incluem juros e outras taxas, é preciso ver se vale a pena”, esclarece a advogada e coordenadora institucional da Proteste, Maria Inês Dolci. No caso dos alunos que não tiveram a renovação do Fies garantida, a advogada diz que eles podem tentar resolver a situação com alternativas momentâneas, que oferecem crédito em situações pontuais.O Banco Santander, por exemplo, financia a compra de materiais escolares, crédito que pode ser utilizado por alunos e professores. “O estudante deve ver que linha será aplicada para seu perfil e necessidade. Precisa também avaliar as condições do crédito e compará-las, pois não são todas iguais”, diz Maria Inês.

Pra Valer. Entre os programas que mais se aproximam do Fies está o Pravaler, que existe desde 2006 e financia até 100% da universidade. O programa já destinou R$ 1 bilhão para 50 mil alunos. As mudanças no Fies fizeram com que o número de cadastros no site do programa dobrassem nas três primeiras semanas de fevereiro, na comparação com o mês anterior. Se até outubro de 2014 só 20 universidades tinham parceria com o programa para subsidiar parcial ou integralmente os juros do financiamento, hoje este número chega a 200 instituições. “Fazemos análise de crédito. O aluno precisa ter fiador e nome limpo. A renda, somada, deve ser duas vezes o valor da mensalidade”, diz o diretor executivo Carlos Furlan, da Ideal Invest, empresa responsável pelo Pravaler. 

Sem Enem. “O programa não exige pontuação mínima no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Desta forma, o aluno pode fazer seu cadastro online e já tem resposta na hora”, destaca Furlan. 

O tecnólogo em redes de computadores Vagner da Costa, de 32 anos, formou-se na Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul) usando o Pravaler. “Era um curso dois anos. Fiz o primeiro com recursos próprios, depois tive dificuldades financeiras. Não fui aprovado pelo Fies e só consegui o crédito privado”, diz. 

Costa paga a universidade e tem o pai como fiador. “O acréscimo de juros é pequeno. Peguei R$ 3.100 emprestados e estou pagando R$ 3.600 em 12 vezes”, detalha. 

Há outras opções, como a Bolsa Universidade, do governo paulista, que, desde 2003, já atendeu 200 mil estudantes do ensino superior, que têm a faculdade paga ao atuar nos fins de semana como educadores nas unidades do Programa Escola da Família.

Serviço:

Pravaler

Programa de crédito válido para calouros e veteranos. Juros de 0% a 2,19% ao mês 

Site: creditouniversitario.com.br

Educa Mais Brasil

Programa da iniciativa privada. Oferece mais de 150 mil bolsas de estudo de até 70% 

Site: educamaisbrasil.com.br

Bolsa Universidade

O governo de SP custeia 50% e o restante é assumido pelas universidades. O bolsista cumpre 8 horas de atividades na escola da família. Site: educacao.sp.gov.br

Cartilha sobre crédito universitário da Proteste

Conheça direitos e deveres nas diversas modalidades de ensino. Site: estadao.com.br/e/dicafies

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.