Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Centro Paula Souza estima prejuízo de R$ 80 mil com ocupação

Segundo a autarquia, manifestantes furtaram equipamentos eletrônicos e objetos pessoais de funcionários e depredaram imóvel

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

09 Maio 2016 | 17h50

SÃO PAULO - O Centro Paula Souza, autarquia estadual que administra as Escolas Técnicas de São Paulo (Etecs), estima ter tido um prejuízo de ao menos R$ 80 mil com a ocupação de estudantes à sede administrativa do prédio. Os alunos ocuparam o imóvel por oito dias para reivindicar merenda escolar.

O prédio foi desocupado na sexta-feira, 6, após a Polícia Militar cumprir uma ordem de reintegração de posse. Segundo o CPS, o prejuízo é resultado de furtos de equipamentos e danos no imóvel. 

Ainda segundo a autarquia, foram furtados 21 notebooks, 10 telefones móveis, 2 webcams, além de HDs externos e pen drives. Também teriam sido furtados objetos e dinheiro dos funcionários. O furto foi registrado no 3º DP, nos Campos Elíseos. 

A autarquia ainda relatou que foram quebradas portas, imóveis e equipamentos. "Arrastaram cadeiras e mesas para montar barricadas, arrombaram gavetas e armários, reviraram salas, colaram telefones e computados às mesas e utilizaram indevidamente equipamentos de segurança, como extintores e mangueiras de combate a incêndios", disse o centro em nota. 

Flagrante. Na madrugada de sexta-feira, cinco jovens – quatro maiores e um menor de idade – que saíam da ocupação foram abordados pela polícia em um táxi. Com eles havia material de informática (notebooks, pentes de memória de computador e cabos) com identificação de patrimônio da autarquia e medalhas que pertencem ao Paula Souza. Os quatro maiores foram detidos. 

 

 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Polícia Militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.