Divulgação
Divulgação

Ceará vai pagar salário mínimo para aluno de escola pública em universidade

Alunos precisam ter cursado Ensino Médio em rede pública, além de serem membros do Bolsa Família e terem recebido média igual ou superior a 560 pontos no Enem

Juliana Diógenes, O Estado de S.Paulo

16 Agosto 2017 | 10h49

O governador do Ceará, Camilo Santana, sancionou uma lei nesta terça-feira, 15, regulamentando o pagamento de um salário mínimo (R$ 937) para universitários vindos da rede pública de ensino. O benefício é para estudantes de universidades públicas durante o primeiro semestre ou meio salário no primeiro ano.

Os alunos também precisam ter cursado o Ensino Médio na rede pública, além de serem membros do programa Bolsa Família e terem recebido uma nota média igual ou superior a 560 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Na primeira etapa, a lei vai custear mil alunos já matriculados em universidades públicas.

O anúncio do programa, batizado de Avance - Bolsa Universitário, foi feito por Santana durante transmissão ao vivo na página oficial do Governo do Ceará pelo Facebook. 

"Esta é uma importante conquista para a educação do nosso estado. Estou muito feliz com este momento. Quero dizer a todos os alunos do Ceará que não desistam do sonho do curso superior", disse o governador.

Mais conteúdo sobre:
Camilo Santana Educação Ensino Superior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.