Após passar mal, candidata do Enem morre em Olinda

Vítima, de 32 anos, desmaiou depois de cruzar o portão do local de prova; corpo já foi levado ao Instituto Médico Legal

Ângela Lacerda, O Estado de S. Paulo

08 Novembro 2014 | 16h28

RECIFE – Edivânia Florinda de Assis, de 32 anos, morreu no prédio onde faria a prova do Enem, na unidade 2 do Colégio Santa Emília, no bairro de Jardim Atlântico, no município metropolitano de Olinda, no início desta tarde (8). De acordo com o responsável pelo policiamento do Enem, major Raul Cavalcanti, a candidata provavelmente sofreu um enfarto fulminante.

Edivânia teria errado o prédio da prova e ao perceber o erro, correu para o local correto. Teria chegado em cima da hora e, assim que passou pelo portão, desmaiou. Ela teria retornado, mas logo depois teria novamente perdido os sentidos e não resistiu. Seu corpo foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Mais conteúdo sobre:
enem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.