Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Antes da 2ª fase, alunos aproveitam tempo livre

Ficar com a família e praticar esportes são boas opções, mas não dá para deixar estudo de lado

Mariana Mandelli, O Estado de S. Paulo

03 Janeiro 2011 | 11h05

São, no mínimo, 365 dias – isso para quem terminou agora o ensino médio ou está há um ano no cursinho – focados num só objetivo, dia e noite, sem cessar. Com tanta dedicação, tensão é praticamente o estado de espírito constante dos vestibulandos. Para aliviar o nervosismo crescente, praticar esportes e, principalmente, ficar com a família são algumas ideias que os alunos e professores – os maiores envolvidos em todo esse processo – ouvidos pela reportagem sugerem.

 

“Aproveitar o convívio com a família e os amigos é essencial nessa época da vida dos jovens”, opina o professor Ari Herculano Souza, diretor editorial do Sistema Dom Bosco, que inclui o COC. “Esse é um momento que deve funcionar especialmente para reduzir a ansiedade.”

 

Para Souza, que lida há décadas com vestibulandos, o segredo para se dar bem na segunda fase pode ser resumido em ter calma, segurança e em manter o foco. “Não pode entrar em desespero. O aluno deve pensar que já passou pela primeira fase, ou seja, já encarou um momento difícil.”

 

Fazer atividades esportivas, como andar de bicicleta e nadar, também é indicado pelos professores. “Esportes oxigenam o cérebro”, aconselha Marisa Rosseto, assessora psicopedagógica do Colégio Marista Arquidiocesano, na zona sul de São Paulo. Ela também sugere atividades intelectuais como entretenimento. “Aproveitar a programação cultural da cidade também é bom, porque ajuda a ter embasamento e argumento na hora de escrever e interpretar os textos.” Mas ela alerta: os candidatos não devem suspender os estudos. “É importante estudar cerca de cinco horas por dia, pela manhã e também à tarde”, aconselha.

 

Estudos e esportes. Nathan Amaral, de 17 anos, candidato a Geofísica na USP e a Engenharia Química na Unicamp, concorda que vale a pena estudar nesses últimos dias.

 

“Meu foco agora é treinar como se resolve uma questão de segunda fase. Não estudo para aprender”, conta ele, que está fazendo cursinho justamente para enfrentar essa temporada de exames. “É bom para tirar dúvidas com os monitores.”

 

Para aliviar a tensão dessas últimas horas de estudo intensivo, Heitor de Souza, de 20 anos, aposta no vôlei e no futebol . Candidato a uma vaga no curso de Medicina, ele se distrai na área de lazer do condomínio onde mora. “É uma maneira de relaxar um pouco”, conta ele, que estuda no Anglo Tamandaré. “Jogo com amigos que também estão prestando vestibular. Às vezes acontece de algum deles estar tenso e acabar levando o jogo a sério demais, mas passa”, relata.

 

Antes das provas da Fuvest, ele pretende ir a Brotas praticar rafting e passar mais tempo com a família. “A gente fica um pouco carente nessa época. Sem contar que é uma boa oportunidade para rever alguns parentes que a gente não vê há tempos, porque estamos sempre estudando.”

 

Expectativas. É arriscado dizer, mas parece que a ansiedade da vestibulanda Sara Dagostino de 28 anos, é maior que a dos seus concorrentes. Isso porque ela, agora aluna do Objetivo, é graduada e pós-graduada em Enfermagem. “Larguei meu emprego de enfermeira para tentar meu sonho: ser médica”, conta Sara. Ela já foi aprovada na Faculdade de Medicina de Marília, mas nem por isso está mais tranquila: quer uma vaga na USP.

 

A aprovação em outras universidades pode deixar o vestibulando mais tranquilo para as próximas provas, já que ele tem a sensação de que é capaz. Isabela Isper, de 17 anos, vai para a segunda fase da Fuvest mais calma: ela conquistou uma vaga numa universidade francesa em Lyon, para cursar Engenharia. “Mesmo que eu passe na USP, decidi ir para Europa. Até já me matriculei no curso de francês”, conta ela, que usou bastante o balé, que pratica três vezes por semana, para espairecer durante o ano puxado de estudos.

 

Mesmo assim, ainda se empenha. “Não parei totalmente. Estou resolvendo as provas da segunda fase dos anos anteriores, uma a uma”, conta ela, que acabou o ensino médio agora no Arquidiocesano. “Mas também estou aproveitando para fazer tudo o que não fiz o ano todo, como ir ao cinema, ver meus parentes e sair com os amigos.”

 

PRESTE ATENÇÃO...

 

1. Alimentação. Nos dias que antecedem as provas, é bom comer alimentos saudáveis e evitar refeições muito gordurosas. No dia da prova, não esqueça de levar água para hidratar.

 

2. Sono. É recomendável dormir cedo e, no mínimo, oito horas por dia – especialmente nas vésperas dos exames.

 

3. Local. Conhecer o endereço do lugar onde será realizado o vestibular é essencial. O ideal é visitar o local um dia antes, prestando atenção no trajeto e evitando pontos de congestionamento.

 

4. Documentos. O candidato deve estar atento aos documentos exigidos em cada prova que for prestar. É bom separá-los com um dia de antecedência, para não correr o risco de esquecer e ser impedido de fazer os exames.

 

5. Materiais. A mesma dica vale para os materiais para o dia de prova. O aluno deve ler com cuidado cada edital, já que as exigências são diferentes em cada exame – há alguns que pedem régua e compasso, por exemplo. Atenção também aos itens normalmente proibidos, como celulares. Descubra também se é permitido levar relógio para controlar seu tempo.

 

VEJA O CALENDÁRIO

 

Fuvest

A segunda fase ocorre nos dias 9, 10 e 11 deste mês.

Mais informações: www.fuvest.br

 

Unicamp

A segunda etapa está marcada para os dias 16, 17 e 18 deste mês.

Mais informações: www.comvest.unicamp.br

 

UFMG

As próximas provas devem ocorrer em 23, 24 e 25 deste mês.

Mais informações: www.ufmg.br/copeve

 

UFRGS

As provas do vestibular ocorrem entre 9 e 12 deste mês.

Mais informações: www.vestibular.ufrgs.br

 

Faculdade de Medicina do ABC

O exame está agendado para o dia 7 deste mês.

Mais informações: www.fmabc.br/vestibular 

Mais conteúdo sobre:
vestibular fuvest

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.