1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Análise: Unesp é a verdadeira universidade do interior

Universidade tem hoje mais de 50 mil alunos, sendo 37 mil na graduação e 13 mil na pós-graduação e tem unidades em 24 cidades paulistas

José Goldemberg

Goldemberg: 'Colaboração internacional está desempenhando um papel importante nas atividades da Unesp' 

Goldemberg: 'Colaboração internacional está desempenhando um papel importante nas atividades da Unesp' 

Das três universidades públicas do Estado de São Paulo, a Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” (Unesp) é uma verdadeira "universidade do interior paulista", em contraste com a Universidade de São Paulo e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que são essencialmente "universidades urbanas".

Ela tem hoje mais de 50 mil alunos, sendo 37 mil na graduação e 13 mil na pós-graduação e tem unidades em 24 cidades paulistas, desde Ilha Solteira, no Pontal do Paranapanema, Botucatu, Jaboticabal, Araçatuba, Franca e até Registro, no litoral Sul.

Cerca de 40% dos professores da Unesp são titulados pela Universidade de São Paulo que foi criada há 80 anos. Sob este ponto de vista, a expansão da Unesp pelo interior paulista amplia a obra iniciada por Armando de Salles Oliveira com a criação da USP em 1934.

Suas atividades geram 11 mil empregos diretos e sua presença nestas 24 cidades tem um papel significante na sua vida econômica e social.

Nos últimos anos, têm crescido, de forma significativa, os projetos desenvolvidos pela Unesp em parceria com as prefeituras municipais. Merecem destaque os que têm grande repercussão pelo seu impacto social, relacionados ao meio ambiente, ao manejo dos resíduos sólidos e orgânicos, às ações dirigidas à proteção dos mananciais.

Pontos altos da atividade social da Unesp são a Faculdade de Medicina de Botucatu que serve uma ampla região do interior. A Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal se destaca na área de pesquisas bem como o Instituto de Física Teórica.

Como em toda a atividade científica do Estado de São Paulo, a colaboração internacional está desempenhando um papel importante nas atividades da Unesp que é uma forma segura de melhorar o nível da universidade e deve ser incrementada.

José Goldemberg é ex-Reitor da Universidade de São Paulo e Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp)

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EducaçãoX