1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

'Aedes': Nas universidades, mais informação e mutirões

- Atualizado: 29 Fevereiro 2016 | 18h 47

Unicamp quer até atendimento diferenciado para gestantes no câmpus; na UnG, foi distribuído um texto instrutivo com dicas

SÃO PAULO - O Aedes aegypti também voltou a preocupar universidades públicas e privadas, que passaram a distribuir cartilhas, orientar mutirões nas moradias estudantis e ampliar a assistência ao público.

Na Universidade Guarulhos (UnG), na Grande São Paulo, foi distribuído um texto instrutivo com dicas para combater o mosquito. "Como não existem vacinas ou medicamentos que impeçam a contaminação, a melhor forma de prevenir essas doenças é a eliminação do mosquito transmissor. O cuidado para evitar a sua proliferação deve ser feito por todos", diz o texto.

47,6% dos alunos que preencheram as 3.243 vagas da Unicamp neste ano estudou em escolas da rede pública

47,6% dos alunos que preencheram as 3.243 vagas da Unicamp neste ano estudou em escolas da rede pública

O material traz dicas como manter a caixa d'água sempre fechada com a tampa adequada, além de lavá-la semanalmente com escovas e sabão,evitar acúmulo de água da  chuva, cuidado com vasos de plantas e outras. Também é sugerido aos alunos que usem repelentes e adotem redes e mosquiteiros.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) dividiu seu plano de ações em diversos setores: monitoramento de casos suspeitos no câmpus e em bairros do município, controle por meio de vistorias e até mutirão na moradia estudantil, assistência, e educação. 

Estão previstas estandes durante os dois primeiros meses de aula com maquetes e explicações sobre as doenças causadas pelo Aedes. Além disso,  a universidade quer capacitar sua equipe para dar suporte a mulheres gestantes, por causa do risco de se contrair zika.

Dicas para evitar o mosquito 'Aedes aegypti'
James Gathany/CDC/AP
'Aedes aegypti'

O mosquito 'Aedes aegypti' é transmissor do zika vírus, da dengue e da chikungunya; veja a seguir dicas para evitá-lo

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EducaçãoX