A importância das ferramentas de avaliação

Colégio Vital Brazil

11 Janeiro 2016 | 11h19

“Eu sempre trabalhei com resultados”, diz Roberto Leal, coordenador pedagógico do Ensino Fundamental II (do 6º ao 9º ano) do Colégio Vital Brazil. Como educador, Roberto preza não apenas por um projeto pedagógico sólido, mas também por meios de mensurar concretamente a eficiência desse projeto, a evolução real do aprendizado.

Na busca por novas ferramentas e estratégias de avaliação, Roberto conta que a contratação da Geekie, empresa que desenvolve soluções tecnológicas para a melhoria da aprendizagem e diagnósticos educacionais, ajudou o Colégio a comprovar acertos, identificar problemas e corrigir percursos.

“O Vital Brazil participou do processo de avaliação externa da Geekie para medir o grau de aprendizagem dos alunos do 9º ano sobre os conteúdos ensinados durante todo o Fundamental II. Foi a primeira vez que o 9º ano fez um simulado externo e o resultado não poderia ter sido melhor: a avaliação da Geekie foi aplicada em 26 escolas particulares do País, e o Vital ficou em 2º lugar na classificação geral”, afirma Roberto Leal.

Confira a entrevista completa com o coordenador Roberto Leal:

Além disso, os alunos que ingressaram na 1ª série do Ensino Médio este ano fizeram simulados do Sistema de Ensino Poliedro, que também ajudam a coordenação do Fundamental II a avaliar a aprendizagem dos estudantes que acabaram de finalizar o 9º ano. Mais uma vez, o Colégio teve uma surpresa bastante agradável: no primeiro simulado do Poliedro, em abril, os alunos conseguiram atingir o 3º lugar na classificação geral de 94 escolas particulares em todo o País. Já no segundo simulado do ano, em junho, ficaram em 2º lugar, o que fornece ao Vital Brazil um importante panorama de como foi a construção da base do 6º ao 9º ano.

O simulado, além de dar parâmetros para a escola, permite que o aluno saiba, dentro de suas proficiências, qual a área em que precisa estudar e se dedicar mais. Já o Colégio, utiliza o resultado dessas avaliações no planejamento de novas ações.Uma vez que temos resultados de avaliações internas e externas, eu me reúno com a equipe de professores e discutimos esses parâmetros. É prática aqui no Vital Brazil, a partir desse processo de avaliação, fazermos levantamentos de gráficos com todos os resultados. Isso é discutido com a equipe, com os assessores da escola, e todas as medidas e ações são tomadas em cima dessa análise de dados”, explica Roberto Leal.