Um segundo semestre puxado

Estadão

07 Junho 2011 | 08h03

Infelizmente, minha pontuação no simulado da Fuvest que fiz no fim de semana não foi satisfatória. Isso comparando tanto à nota de corte para entrar na universidade como também ao meu último simulado. No entanto, acredito que não seja de todo ruim. Se a luz vermelha começa a piscar apontando problemas, não há melhor hora para isso.

Como providência, já me inscrevi para as turmas de agosto do Anglo com o intuito de organizar meus estudos. Farei prova para concorrer a bolsa de estudos na próxima semana, assim como me inscreverei em um curso de linguagem arquitetônica.

Será um segundo semestre puxado. Porém, acho que o cursinho será bom no sentido de preencher algumas lacunas, além de, principalmente, esquematizar conteúdos. Nesse último simulado, senti que havia muitas questões cujos conteúdos estudei a fio no 1º e 2º ano, mas não consegui respondê-las por falta de uma simples fórmula ou tabela.

Como se não bastasse, entender melhor as mudanças na Fuvest e incrementar estratégias de resolução da prova são importantes. Não que seja ruim, mas é exigido do vestibulando um imenso leque de conhecimentos, o que aumenta a concorrência. E saber selecioná-los com a agilidade e precisão necessárias ainda é um desafio para mim.

Tomás Millan é aluno do 3.º ano da Escola Vera Cruz

Mais conteúdo sobre:

Anglocursinhosimuladovestibular