Tô pensando tirar férias de mim, mas eu também quero ir!

Estadão

06 Dezembro 2010 | 11h01

Juntei coisa daqui, doei um livro de lá, reescrevi o abstract, notei que meu inglês está precisando de uma ajudinha, ainda tenho, aproximadamente, 987655 créditos da pós- graduação para cumprir… por onde anda aquele clima de compras, castanhas e sorrisos natalinos? E agora, quem poderá me ajudar? Nem Papai Noel, que já está fazendo um bico com renas de papel em algum shopping da cidade.

Eu estava aqui pensando: hoje poderia ser dezembro de 2011, já que todos os astrólogos estão prevendo que o mundo acabará em 2012, serviria de ótima desculpa pra eu largar tudo isso por fazer e correr para praia! Eita mês estressante na rotina de qualquer estudante!

Por coincidência ( ou não, como diria Caetano ), hoje pela manhã acordei ouvindo uma música bem engraçada, que diz mais ou menos o que eu e a maioria dos estudantes deve estar sentindo nesse fim da ano. Algo como tirar férias de você mesmo…

Eu pensei correr de mim
Mas aonde eu ia eu tava
Quanto mais eu corria
Mais pra perto eu chegava

Quando o calcanhar chegava
O dedão do pé já tinha ido(…)

Já enjoei de me achar no lugar
Que aonde eu vou eu to

Eu pensei: não vou me acordar
Vou me deixar dormindo
E levanto pra comemorar

Só tem um jeito pro assunto (morrer?)
Não adianta querer morrer
Porque se morrer vai junto

(compositor da letra: Juraildes da Cruz)

Muito boa essa letra, não é?. Ah, não tem jeito mesmo, nessas horas nem querer morrer adianta! O negócio é organizar os pensamento e disciplinar as últimas tarefas do ano. Assim, tudo termina e começa como tem que ser: BEM!

Mariana é enfermeira e pós-graduanda da USP

Mais conteúdo sobre:

dezembrofériaspapai noel