Rally com Platão

Estadão

31 Janeiro 2011 | 14h16

Esse final de semana estive em Gonçalves, uma cidadezinha linda no Sul de Minas Gerais.
Ainda tenho a nítida sensação de que as estradas de terra transformaram meus órgãos internos em uma bela parrillada, a saber: é um churrasco feito em grelha (como o próprio nome já indica), bem apreciado por nossos amigos argentinos.
O mais relevante é o privilégio dado aos cortes menos nobres como rins, timo, tripas e morcilhas salgadas e doces. Apesar disso, o lugar é realmente lindo e filosoficamente inspirador! Então, comecei a filosofar sobre a vida, o tempo, o espaço, a razão, Deus e a relatividade de tudo isso. Na bagunça do porta-malas achei um livro sobre filosofia, cheio de conteúdo e engraçadíssimo que, em minha opinião, deveria ser didático e adotado por todas as escolas interessadas em realmente ensinar filosofia!

Afinal, quem, aos 15 anos, suporta a idéia de permanecer 50 minutos sentado, ouvindo um professor sério e visceral falar sobre Platão e não elaborar planos de fuga?

O capítulo III começa assim : “ Epistemologia : A teoria do conhecimento .
Como você sabe que sabe as coisas que você pensa que sabe? Elimine a opção de resposta “ Porque sim!” e todo o resto é a epistemologia.” Fácil, não é?! Claro que em seguida o autor dá um conceito mais “normal”, porém, ao exemplificá-lo, sempre lança mão de ótimas piadas. O que ajuda consideravelmente no entendimento e fixação da teoria.

Eu gostei da idéia! E para quem quiser conferir, o título do livro é: “Platão e um ornitirrinco entram num bar…” Thomas Cathcart & Daniel Klein

Bem… estes são meus princípios. Se você não gostar deles, tenho outros! (Piadinha da contra capa.)

Beijos e até semana que vem.

Mariana é enfermeira e pós-graduanda da USP

Mais conteúdo sobre:

MarianaMariana MarquesRotinaUSP