A exigência da escrita

Estadão

18 Julho 2011 | 11h28

Ter que escrever textos para a formatura deixou algumas pessoas um tanto quanto assustadas. Notei que, no geral, elas não se sentem preparadas para criar qualquer tipo de texto. Acho que esse sentimento é geral, inclusive para mim.

Escrever bem é uma exigência sempre presente na vida de qualquer um, mesmo para quem não vai prestar vestibular. Diversas atividades rotineiras esperam que saibamos lidar bem com as palavras, a fim de expressar o que pensamos. Porém, quem pretende pleitear uma vaga em uma universidade depende, ainda mais, de uma boa escrita. A redação – tão temida por alguns de nós, estudantes – é responsável por parte importante da nota final em vestibulares. E deve ser cobrada mesmo, visto que qualquer curso vai precisar dessa aptidão para seu exercício. Seja o médico ao prescrever, a enfermeira ao fazer as anotações, o professor ao fazer relatórios ou planos de aula e todas as outras profissões. 

Não consigo imaginar quem consiga escrever bem de uma hora para outra. Envolve vocabulário, ideias, prática… Coisas que demandam certo tempo. Durante a vida toda ouvi que o melhor modo de adquirir prática é lendo, e concordo. Ler aumenta o número de palavras que poderão ser usadas e aumenta o acervo de ideias que moldam os textos. Criar o hábito de escrever também ajuda, nos torna mais íntimos das palavras e mais ágeis com elas. Isso não é para superdotados ou pessoas com dom para tal, todos podem se virar com a língua de forma clara, concisa e eficiente, basta ânimo para estudar e treinar.

Para mim, criar um blog foi uma maneira de me cobrar para escrever sempre. Foi a saída que encontrei para criar uma rotina de escrever. E ter o feedback das pessoas se está bom ou não. Talvez essa opção também possa ser útil para mais pessoas. Fica a dica.

Enfim, o português e a redação fazem parte de nossa vida desde o nascimento, mas é preciso aprimorá-los para tornar o ingresso na universidade mais fácil e, principalmente, para sermos mais precisos ao nos comunicarmos. Em pensar que grandes problemas podem ser criados se a mensagem escrita não for bem compreendida, ou ao contrário, quantos podem ser solucionados com uma mensagem clara.

Ederson Oliveira é vestibulando e faz curso técnico em Enfermagem