As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vestibulandos têm opiniões divergentes sobre questão política na USP

Redação

27 Novembro 2011 | 18h07

* Por Cedê Silva, especial para o Estadão. edu

SÃO PAULO – O Conselho de Centros Acadêmicos da USP decidiu ontem que uma comissão de CAs vai também organizar a calourada 2012, juntamente com o Comando de Greve. A calourada é um evento de importância política: ela tem slogan e é uma forma dos líderes estudantis apresentarem suas plataformas aos novos alunos.

Os colegas do Objetivo Juliana Mussolini e Matheus Gonçalves, ambos de 17 anos, têm diferentes opiniões sobre a principal questão política na USP. Juliana defende a presença da PM no campus. “Eu não quero ser assaltada, roubada ou estuprada”, diz ela. Matheus pensa diferente: “Não acho correto tirar policiais da rua para colocar no câmpus, seria melhor contratarem uma equipe privada de segurança.”

Juliana quer cursar Biologia, e Matheus, Ciências da Computação.