As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Unesp cobrou conteúdos clássicos’, diz cursinho

Redação Estadão.edu

23 Junho 2012 | 19h01

Leia o comentário do professor Célio Tasinafo, diretor pedagógico do cursinho Oficina do Estudante, sobre o primeiro dia de provas da Unesp:

“As provas do primeiro dia da 2ª fase do vestibular de inverno da Unesp podem ser consideradas de nível médio para fácil. Em linhas gerais, foram cobrados conteúdos clássicos e bastante trabalhados durante o ensino médio.

Na prova de Ciências Humanas, os candidatos talvez tenham enfrentado maiores dificuldades nas 4 últimas questões que cobravam temas e conteúdos mais específicos de filosofia – disciplina recentemente reincluída na grade curricular do ensino médio e ainda não trabalhada de forma tão significativa na maioria das escolas. As questões de número 10 e 11, particularmente, podem ser consideradas mais complexas: a 10 sobre ideologia e a 11 sobre as relações entre Estado e indivíduo a partir dos princípios Iluministas.

Por outro lado, as questões de história e geografia foram bastante simples e abordaram temas recorrentes para os vestibulandos. Em história, tivemos 2 questões da área de história geral (uma sobre Renascimento Cultural e outra sobre o conflito entre Argentina e Reino Unido pelo controle das Ilhas Malvinas) e 2 questões de história do Brasil (uma sobre o “problema social/casos de polícia” na Primeira República e outra sobre as dificuldades enfrentadas pelo presidente João Goulart no encaminhamento de sua proposta de reforma agrária).

Em geografia, uma das questões cobrava habilidade interpretativa mínima do vestibulando com relação a tabelas (questão referente à produção de energia hidrelétrica no Brasil) e outra com relação a mapas (questão sobre Ordem Mundial pós–Guerra Fria); uma das questões cobrou conteúdo específico de cartografia (escala), mas sem oferecer qualquer dificuldade ao estudante de nível médio e outra questão abordou a tão debatida “guerra fiscal” entre estados da nossa federação.

A prova de Ciências da Natureza e Matemática também cobrou conteúdos fundamentais de maneira bastante direta, sem grandes contextualizações. Em física, foram cobrados conteúdos de dinâmica, eletricidade e óptica; em biologia, a primeira questão exigia que o candidato soubesse informações básicas sobre o sistema respiratório dos seres humanos e dos insetos; a segunda, sobre ecologia, pedia 4 relações interespecíficas facilmente reconhecíveis no texto fornecido e a terceira, sobre genética, abordava o desenvolvimento por cientistas de melancias sem sementes. A prova de química também pediu conteúdos simples relacionados a reações químicas; uma questão sobre química orgânica abordava uma substância desenvolvida por pesquisadores da própria Unesp e que se destina à captura do CO2  da atmosfera, minorando, eventualmente, o aquecimento global.

Duas das questões de matemática envolviam conteúdos relativos à trigonometria/geometria e, apesar de contextualizadas, eram bastante diretas.

Em linhas gerais, as duas provas não possuíam textos enormes e apresentaram questões com poucos itens a serem explicados e analisados em cada uma das questões.”

Mais conteúdo sobre:

unespvestibularunespvestibular