As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Truco e yoga ajudam candidatos a relaxar antes da Fuvest

Redação

25 Novembro 2012 | 12h54

* Por Cristiane Nascimento, Especial para o Estadão.edu

SÃO PAULO – Antes de entrar para a prova de primeira fase da Fuvest, no prédio da FEA-USP, os primos Felipe Baceti e Rafael Lima tentavam relaxar jogando truco. Eles combinaram a brincadeira pelo Facebook ontem à noite. “O jogo nos ajuda a não ficar pensando no que pode ou não cair”, disse Rafael, de 17 anos, que presta para Engenharia Mecânica. Já Felipe, de 16, não estava tão preocupado assim. Como ainda não concluiu o ensino médio, fará o exame como treineiro, só para ficar por dentro de como é o vestibular da USP.

FELIPE-620_1.jpg

O candidato de Biologia Felipe Bunster, de 26, tentava uma estratégia diferente. Sentado em um canto tranquilo, ouvia “música de meditação” e fazia yoga. Ele já é formado em Administração pela Unip, mas diz que sempre quis cursar Biologia. “Agora o mercado está mais aquecido.”


Felipe tem uma empresa de eventos esportivos e pretende abrir uma nova, de ecoturismo. “De preferência em Itacaré, na Bahia”, contou. Ele estudou por conta própria para a Fuvest e disse que estava tranquilo. “Não sou como essas pessoas que ficam transparecendo medo pelos olhos. Se não estivesse confiante, nem teria vindo para cá hoje, em pleno domingo de final de Fórmula 1.”

Mais conteúdo sobre:

fuvestSão Paulovestibular