As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Treineiros fazem planos para a Fuvest 2013

Redação

10 Janeiro 2012 | 16h05

* Por Gerson Monteiro, especial para o Estadão.edu

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – Estudar em tempo integral e se preparar para valer. É assim que os treineiros pretendem encarar 2012. Os primeiros a deixarem as salas de prova comentaram sobre as dificuldades em química orgânica e ótica e em questões sociais de geografia. Letícia Romão Souza, treineira de Biológicas, achou toda a prova muito difícil e já sabe que precisará estudar muito mais para entrar na briga por uma vaga em Medicina. “Pretendo estudar integralmente neste terceiro ano do colégio. Caiu muita coisa que ainda nem vi”, disse.

Felipe César Gatto, de 18 anos, que será concorrente de Letícia no próximo ano, pretende focar os estudos para o conteúdo voltado para a segunda fase do vestibular. “Deixei várias em branco, porque não estudei direito. Fiz a prova bem rápido. Preciso de mais conteúdo.” Para ele, física foi a matéria mais difícil na Fuvest.

Devido à chuva, alguns treineiros ficaram no pátio da escola Nossa Senhora Aparecida e, por conta do barulho, foram repreendidos por fiscais. A preocupação da organização do vestibular é, justamente, manter o silêncio nas salas.